sexta-feira, 30 de junho de 2017

As fotografias Kirlian: Fotografias da Alma

Dois anos antes do ataque nazista a seu país, em Krasnodar, sul da Rússia, o fotógrafo amador e eletricista Semyon Davidovich Kirlian e sua esposa Valentina montaram uma aparelhagem inusitada, capaz de reproduzir fotograficamente, sem lente ou câmara, uma luminescência. Era como se a máquina fotografasse a “luz da alma” de coisas vivas. 
O caso é contado no famoso livro A Vida Secreta das Plantas, de Peter Tompkins e Christopher Bird. Um especialista em plantas pede ao casal que fotografe duas folhas idênticas, sem nada mencionar sobre elas. O casal, vendo-as idênticas, trabalha arduamente tentando obter fotos também idênticas, o que no final se mostra impossível. Desconcertados, mostram as fotos ao especialista, que só então explica, admirado, que uma folha fora arrancada de uma planta saudável, e a outra, de uma doente. Ficava claro que a doença, antes de se tornar visível na estrutura física, como um sintoma, manifestava-se no campo energético da planta afetada. A “aura”, outro nome dado a essa luz, estava agora mais próxima da ciência do que nunca, e não só desenhada ao redor da cabeça dos santos. 
As imagens obtidas em tons róseo-azulados possuíam também pontos de luz “salpicados” pelas margens da folha fotografada, isso se ela estivesse em bom estado. A análise era o “x” da questão: algumas fotos mal mostravam o contorno da folha; em outras, os pontos de luz desenhavam seu contorno, inclusive as nervuras, por onde circula a seiva. Plantas com deficiências minerais exibiam um tom azul marinho em parte da folha, ou por toda ela. Partes rosadas indicavam “boa saúde”, assim como os pontos de luz. 
Como convidada de honra do Programa Social Agropecuário a Misiones, Argentina, em 1996, Ana mostrou primeiro duas fotos: a de uma folha em que tinha sido aplicado fungicida, e outra de folha cultivada em terra orgânica. Ao redor desta, havia raios de energia. Ela explicou: “A primeira não tem essa energia que a protege contra os parasitas, então eles a atacam facilmente, matando-a porque a planta está completamente indefesa. Vocês podem ver que essa planta está perdendo toda sua energia, não tem mais força, porque está mal nutrida. Vemos agora a fotografia da planta bem nutrida. É uma planta normal que se defende e não tem nenhum perigo de ser atacada por pragas.” 
Num encontro de agroecologia realizado em Campinas em novembro de 2003, ela escreveu:” Os defensivos conseguem matar insetos e micróbios, e, inicialmente, aumentar as colheitas. Mas as plantas, livres de parasitas, permanecem doentes como anteriormente, porque suas substâncias semiformadas continuam circulando na seiva, como pode ser observado nas fotografias de sua aura magnética. Por isso, o valor biológico dos seus produtos é baixo até muito baixo, conforme a frequência com que se tem de aplicar os defensivos.
Essas fotografias da alma (ou energia das plantas) passaram a ser usadas em praticamente todas as palestras de Ana. As fotos eram mostradas nas antigas transparências com retroprojetores, e a teoria da deficiência mineral que leva a uma doença vegetal tinha agora uma fotografia. O método Kirlian seria outra ferramenta para se dizer: o solo é, de fato, a base de tudo.

Fonte: Livro "Ana Maria Primavesi: Histórias de Vida e Agroecologia", de Virgínia Knabben.

Clique aqui para entrar no grupo no WhatsApp "Agroecologia Primavesi".

sábado, 24 de junho de 2017

A sabedoria das perguntas - Ryoichi Oka Penna (TED)

Ryo usa uma metodologia baseada nas perguntas. Sempre questionando como as coisas poderiam ser. E nos provoca perguntando: “Como seria o Google se ao invés de dar respostas, fizesse perguntas?” Pois, para ele, respostas geram conforto, mas perguntas nos fazem agir. 
Ele acredita que a maneira como os brasileiros interagem, por meio de redes, comunidades e organizações, além de formar a nossa identidade nacional, pode ser a chave da mudança.

Os profanos geralmente imaginam que os budistas acreditam em reencarnação

[...] "Os profanos geralmente imaginam que os budistas acreditam na reencarnação da alma e mesmo na metempsicose. Este conceito é errôneo. O budismo ensina que a energia produzida pelas atividades mental e física de um ser produz o aparecimento de novos fenômenos físicos e mentais, quando este é atingido pela morte. [...]
"Aquele que sabe como tratar o assunto, pode viver confortavelmente até mesmo no inferno", - é um dito muito popular no Tibete. E isto explica mais claramente do que qualquer definição ou descrição, tudo o que os Lamas entendem por "thabs", isto é, "método".
Portanto, enquanto a maioria dos seus correligionários acredita que o destino de um morto é fixado matematicamente de acordo com o seu caráter, com a sua moral, os lamaístas declaram que, aquele que conhecer o "método" apropriado, é capaz de modificar para melhor a sua vida "post-mortem". Em outras palavras, poderá provocar o próprio renascimento nas condições mais agradáveis possíveis.
Dizem eles, "as mais agradáveis possíveis" porque, a despeito da sagacidade, o peso das ações passadas tem considerável força. Na verdade, com frequência é tão poderoso, que todos os esforços do morto ou de um iniciado preocupado com o seu bem-estar são incapazes de impedir o "espírito" de precipitar-se em um renascimento miserável". [...]

Alexandra David-Néel

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Ciência e tecnologia vivem sucateamento no Brasil, diz criador do 'Tesourômetro'

Desde 2015, o Brasil perdeu R$ 11 bilhões em verbas federais para os setores de ciência e tecnologia, o que equivale a uma redução de R$ 12 milhões por dia ou R$ 500 mil por hora. [...]

Em entrevista exclusiva à Sputnik Brasil, o economista afirmou sem medo de errar que os setores que produzem conhecimento no país estão sendo sucateados, principalmente pela adoção de políticas governamentais que priorizam outros setores, em detrimento da ciência e da tecnologia.

“Gostamos de dizer que se alguém acha que a ciência é cara, experimente a doença […]. Em vez de entender a ciência como solução do problema, entendem como gasto e que vai acabar, que pode cortar. É conhecido na Economia que os países com maior PIB (Produto Interno Bruto) per capita são os com maior ciência e produção de conhecimento”, disse. [...]

O professor arrisca a prever que o Brasil “voltará ao século XIX, quando só exportava produtos agrícolas”.

“Quando você paralisa a produção de conhecimento, você a deprecia e a torna antiga. Tivemos um desempenho exemplar na ciência e tecnologia nos últimos 20 anos, chegando a ter 3% da produção mundial de tecnologia e ciência, sendo líder ou vice em áreas importantes para o país, como nas doenças tropicais. Veja um exemplo: estamos perto de produzir uma vacina contra a dengue. Com esses cortes, vamos parar e alguém chegará na vacina. E teremos de comprar deles”, sentenciou Rocha.

A verdade sobre a moda de viver no campo

Quando crianças, muitos de nós aprendemos na escola sobre o “êxodo rural”. Havia aquela clássica foto no nosso livro, que traduzia a vida no campo com a imagem de uma família pobre, retirante, fugindo da falta de emprego e da seca, para tentar uma vida nova na cidade. O sonho de poder ter tudo, comprar o que quiser, ter acesso às boas escolas e, principalmente, qualidade de vida.

Hoje em dia, parece que as coisas mudaram um pouco. As pessoas estão “fugindo” da cidade para o campo, para perto da natureza, de volta as suas raízes. Com a tecnologia, muitas cidades do interior e do sertão, tem acesso à água, luz, Internet.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Por muito tempo, acreditei que espiritualidade era ser "da luz" e procurava ser "do bem" em tudo. - Thomas de Toledo

Por muito tempo, acreditei que espiritualidade era ser "da luz" e procurava ser "do bem" em tudo. Mas a rigidez desse comportamento tornou a vida dolorosa, pois sacrificava meus desejos sempre pelo bem maior. Aí veio a queda e decidi ser "das sombras" sem medo de "fazer o mal". Os resultados dessa escolha foram ainda piores, pois não tinha mais parâmetros, mas apenas a vontade direcionada à realização de mesquinhos desejos pessoais na busca pelo poder. Até que um dia, chegou o entendimento sobre as ilusões que nos condicionamos ao acreditar na abstração da existência de um "bem absoluto" e de um "mal absoluto". Para compreender isto, foi necessário realizar um auto-sacifício. Pendurei-me em uma árvore, amarrado pelos pés, e comecei a ver o mundo de ponta cabeça. Tive uma visão de um altar onde havia à direita um bode preto e à esquerda uma cabra branca, e sacerdotes debatiam qual deveria ser sacrificado ao Deus da crença deles. Interrompi o ritual e disse a eles que nenhum dos dois seria sacrificado e que o sangue do bode e da cabra não poderia ser inutilmente derramado. Eles revoltaram-se contra a intromissão, mas eu era mais poderoso que aquele demente conselho sacerdotal e por mais que vociferassem contra a atitude, tiveram apenas de assisti-la. Enquanto eles debatiam se a maldade estava no bode preto ou na cabra branca, sabia que só diferenciamos o bode da cabra e o branco do preto pelo contraste e que luzes e sombras, cores e tonalidades, macho e fêmea nada têm a ver com bondade ou maldade. Mas não adiantava dizer isso a sacerdotes que pregavam "o bem" em público, mas faziam "o mal" em privado e que dependiam de repetir a palavra de velhas e carcomidas escrituras para manterem seus status social e seus nichos de micropoder. Quando deixava aquele templo, o sumo sacerdote segurou minha capa e ajoelhou-se pedindo que pelo amor do Deus dele, eu deixasse ao menos um dos animais para o sacrifício. Ele disse que quem eu escolhesse seria sacrificado. Sugeri ao conselho que sacrificasse o sumo sacerdote, sem preocupar-me em saber se fizeram ou não. Daquele momento em diante, jamais ocuparia-me do inútil debate sobre "bem" x "mal" e passei a integrar em plenitude a elevada natureza divina com a baixa natureza animal. Desde então, uma estrela de 5 pontas passou a brilhar sobre minha testa. Amarrei o bode e a cabra em uma balança, tracei um Círculo Mágico e invoquei a Deusa da Verdade e da Justiça, pronunciando seu nome e desarmando com palavras mágicas os 42 daimons que a antecedem. Ela apareceu graciosa no céu com suas duas asas e uma linda pluma sobre a cabeça, afirmando que de agora em diante eu deveria substituir a ideia de "bem" pela de "correto, justo e verdadeiro" e no lugar do maniqueísmo, fosse ético. Ela pediu-me que libertasse o bode e a cabra e presenteou-me com a pena de sua cabeça, dizendo-me que para alcançar a imortalidade, o coração de minha alma deveria ser tão leve quanto aquela pluma. Despertei-me da visão, com a clareza de ter vivenciado outra morte em vida. Era mais uma etapa de uma longa jornada iniciática.

Se não colonizar a Lua e Marte, a humanidade pode ser extinta, diz Stephen Hawking

A opinião não é nova. Mas o cientista britânico Stephen Hawking voltou a reforçar nesta semana que os seres humanos precisam pensar em abandonar a Terra em até 30 anos, sob pena de serem extintos. E para isso, a Lua e Marte aparecem como opções viáveis.

Participando do festival ciêntífico Starmus, em Trondheim, na Noruega, Hawking voltou a afirmar que as mudanças climáticas e a superpopulação são os dois principais adversários da luta do homem pela própria sobrevivência no futuro. 

Estou convencido que os humanos precisam abandonar a Terra”, afirmou o cientista, em declarações reproduzidas pelo jornal britânico The Telegraph. “[O planeta] está se tornando muito pequeno para nós, e nossos recursos naturais estão se esgotando em velocidade alarmante”.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Como vencer o espírito de desânimo, preguiça e procrastinação? - Caciano Camilo Compostela

Preguiça .:.
❝O ritmo moroso, apático e leniente com que se conduz os projetos particulares, se sobrepõe a falta de oportunidades. Para substancial parte dos indivíduos, a preguiça e o hábito da procrastinação são os elementos impeditivos do avanço pessoal.
Sim, é difícil romper a tendência de culpar terceiros e assumir os remos da própria existência, mas esse é o exato porto de onde parte a maturidade em direção ao cumprimento da missão de vida.
Existe cura para o desânimo; ela é simples, acessível e pública, muito embora não seja simplória, fácil ou popular.
Primeiramente tens que decidir com exatidão o que desejas, estabelecendo objetivos para cada aspecto de tua realidade. Isto feito, e é um desafio, já tens metade do caminho andado.
O passo seguinte consiste em aplicar-se com determinação no compromisso diário de ir além, fazer mais um pouco, progredir e melhorar-se:
1- Levante-se no primeiro minuto que acordar, evite a postergação.
2- Tenha um 'check list' do que fazer no hoje. Sempre.
3- Diariamente observe a fotografia e textos de exemplos altamente eficientes no campo que escolheu para ti também.
4- Modere-se em falatórios, distrações e atividades distantes de tuas metas.
5- Refine teus hábitos alimentares e faça alguma atividade física. Diariamente.
6- Cerque-se de pessoas, leituras, perfis, histórias e imagens auspiciosas.
7- Agradeça, visualize, afirme, evoque e invoque com máxima sinceridade e força a inteligência, beneplácito e sincronicidade Cósmica.❞

Paulinho Moska - A Idade do Céu 2007


Não somos mais
Que uma gota de luz
Uma estrela que cai
Uma fagulha tão só
Na idade do céu

Não somos o
Que queríamos ser
Somos um breve pulsar
Em um silêncio antigo
Com a idade do céu

Calma!
Tudo está em calma
Deixe que o beijo dure
Deixe que o tempo cure
Deixe que a alma
Tenha a mesma idade
Que a idade do céu

Não somos mais
Que um punhado de mar
Uma piada de Deus
Um capricho do sol
No jardim do céu

Não damos pé
Entre tanto tic-tac
Entre tanto Big Bang
Somos um grão de sal
No mar do céu

Calma!
Tudo está em calma
Deixe que o beijo dure
Deixe que o tempo cure
Deixe que a alma
Tenha a mesma idade
Que a idade do céu
A mesma idade
Que a idade do céu

Oh! Oh! Oh! Oh! Oh!
Ah! Ah! Ah!
Oh! Oh! Oh! Oh!
Ah! Ah!
Oh! Oh! Oh! Oh! Oh!

Calma!
Tudo está em calma
Deixe que o beijo dure
Deixe que o tempo cure
Deixe que a alma
Tenha a mesma idade
Que a idade do céu
A mesma idade
Que a idade do céu
Calma!
Tudo está em calma
Deixe que o beijo dure
Deixe que o tempo cure
Deixe que a alma
Tenha a mesma idade
Que a idade do céu
A mesma idade
Que a idade do céu

A mesma idade
Que a idade do céu

Androide Sofia já não quer 'destruir humanidade'

Revela-se que robôs também têm senso de humor. Assim, Sofia – robô elaborado pela empresa estadunidense Hanson Robotics, que anteriormente declarou estar planejando "destruir os humanos", agora afirma que os robôs nunca substituirão as pessoas, mas podem se tornar "amigos e ajudantes" da humanidade. [...]

Em 2016, no âmbito de uma "entrevista de apresentação" com Hanson, a androide declarou que ia "destruir os humanos". No entanto, em abril desse ano foi convidada ao programa de televisão The Tonight Show, onde surpreendeu completamente o apresentador do show quando revelou seus planos de "dominar a raça humana", brincando, claro.

terça-feira, 20 de junho de 2017

Eckhart Tolle - A Origem do Ego

O que eu encontrei aqui dentro do mamão - Jout Jout

ou como nossos costumes estão acabando com as pequenas surpresas da vida.

Estamos perdendo coisas incríveis por pura  tradição.

A bela simetria revelada nos cortes transversais e longitudinais de algumas frutas.

Fonte

Felicidade é aqui e agora - Clóvis de Barros Filho

O professor Clóvis fala sobre felicidade e a necessidade de viver e ser feliz no momento presente.

Substância proibida é identificada em carnes da JBS e Marfrig em estudo da Proteste

Link

Sobre a recomendação da AHA (american heart association) de trocar óleo de côco por óleo de milho ou canola - Flávio Passos

Verificando as noticias recentes sobre o posicionamento da AHA (american heart association) e sua recomendação de trocar óleo de coco por óleo de milho ou canola (!), ovos naturais por substitutos sintéticos (!!) e manteiga por margarina (!!!).


Eu precisei checar a data das noticias, pois achei que eram de 1970. Margarina de novo? Em 2017?

Bem... Aos queridos amigos que pediram para me manifestar (de novo) em relação a este posicionamento que condena o natural e prescreve comida ultraprocessada sintética junto com medicamentos (estatinas), eu digo:

Escolha bem suas fontes. Leia os estudos mencionados pela manchete e verifique se, de fato, estão dizendo o que a manchete afirma. Verifique se houve "cherry picking", ou uma exclusão de estudos fundamentados que desmanchariam aquela hipótese.

Avalie a fundo as manchetes antes de acreditar nelas. Manchetes são criadas para gerar cliques. Cliques geram dinheiro.

Aliás, seguindo o rastro do dinheiro grande eu me perguntaria: se as doencas cardíacas desaparecessem, haveria subsidio para uma associação de doenças cardíacas? 
A quem interessa que as pessoas tenham Saúde?

O conhecimento é a única vacina para a confusão. Quer entender melhor o colesterol?

Baixe um ebook gratuito e informativo:

Temer veta redução de limites de áreas de preservação, mas é criticado por ambientalistas

Em entrevista exclusiva para a Sputnik Brasil, o especialista em Políticas Públicas da WWF-Brasil, Jaime Gesisky criticou que a medida de Temer é um falso veto e que as áreas da Floresta Amazônica continuam em risco.

"Ele veta com uma mão e com a outra ele devolve a responsabilidade para o Congresso Nacional de fazer uma lei que oficializaria a redução da área protegida. Ou seja, a floresta continua correndo risco. De acordo com o plano do governo, este novo projeto de lei vai manter o mesmo estrago", alertou Gesisky.  

O ativista da WWF lamentou que a postura do presidente seja de defender o meio ambiente no exterior e de agir de modo contrário na política interna.

"Ele vai na contramão de tudo aquilo que ele prometeu internacionalmente. Ele chega fórums internacionais do clima e da biodiversidade e se compromete em aumentar a área protegida da Amazônia, reduzir o desmatamento e as emissões de gás carbono. Mas internamente, para atender aos interesses nada republicanos, ele faz exatamente o contrário", disse o especialista.

Veto não garante a proteção da floresta

De fato, os vetos foram uma vitória, pois áreas importantes para a conservação da Amazônia e da Mata Atlântica continuam legalmente protegidas. No entanto, no mesmo movimento do veto, o governo anunciou - por meio de um vídeo do ministro José Sarney Filho - que pretende enviar ao Congresso Nacional um Projeto de Lei, em regime de “urgência”, com praticamente o mesmo teor da MP 756, que transforma 480 mil hectares da Flona de Jamanxim em Área de Proteção Ambiental (APA).

Na prática, isso significa transferir para o Congresso o ônus de legislar sobre a polêmica redução de florestas protegidas na Amazônia. Foi uma espécie de conserto apresentado, às vésperas da viagem do presidente Temer à Europa, onde deverá se encontrar com a primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg e o rei Harald V.

A Noruega é um dos países que mais investem recursos na conservação da Amazônia. Somente no Fundo Amazônia, desde 2009, o país aportou R$ 2,8 bilhões à iniciativa. O veto às MPs evitará maiores constrangimentos a Temer.

Wetiko, a grande doença psíquica do Ocidente?

O que algumas culturas indígenas norte-americanas têm a dizer sobre a compulsão pelo poder, pelo sobreconsumo e pela depredação da natureza

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Recuse o canudinho!

#RefuseTheStraw Pequenas atitudes fazem a diferença. "Um único canudinho usado em seu cocktail ou café permanecerá presente no planeta para sempre. Demora 200 anos para um canudinho se decompor... em pequenas partículas tóxicas. Os EUA e o Reino Unido usam quase 500 milhões de canudinhos de plástico por dia. Muito pouco é reciclado, e a maioria acaba dentro do oceano..." Recuse o canudinho. Vamos trazer de volta o canudinho de papel!

Assange: encarcerado por dizer a verdade sobre EUA?

Hoje,19 de junho, faz cinco anos que o criador do site WikiLeaks, Julian Assange, recebeu asilo político na embaixada do Equador na capital britânica, evitando, deste modo, sua extradição e detenção.

A Verdade Sobre o Flúor com Dr. Arnoldo Veloso

Faz 5 anos que fundador do WikiLeaks está 'retido' na embaixada equatoriana em Londres

Nesta segunda-feira (19), fará cinco anos que o criador do site WikiLeaks, Julian Assange, recebeu asilo político na Embaixada do Equador na capital britânica, evitando, deste modo, sua extradição e detenção.

No verão de 2010, na Suécia começou um processo judicial contra Assange, iniciado pela demanda de duas mulheres por assédio sexual. O fundador do WikiLeaks negou seu envolvimento nestes crimes, insistindo que todos os contatos se tinham dado com consentimento mútuo, enquanto as mulheres apresentaram queixa "por vingança e sob pressão policial". [...]

Ao longo dos cinco anos que Assange tem estado na Embaixada equatoriana, o ativista nunca saiu à rua, exceto os vários casos em que discursou da sua varanda perante a mídia. Porém, o fundador do WikiLeaks nunca parou de trabalhar, de publicar matérias novas da organização e de comunicar com seus apoiadores.

Além disso, se destaca que Assange faz os depoimentos às autoridades judiciais sem sair do edifício. Os advogados e partidários do ativista expressam preocupação pela sua saúde, que ficou significativamente abalada devido à falta de ar fresco, passeios e luz solar.

domingo, 18 de junho de 2017

Le Monde denuncia práticas irregulares da Monsanto

O Centro Internacional de Pesquisa sobre o Câncer descobriu que o #glisofato, principal componente do Roundup, pesticida da empresa estadunidense, é cancerígeno.

Em artigo de nove páginas, jornalistas do Le Monde apresentam uma trama digna de filmes hollywoodianos. A descoberta que o glisofato, principal componente do Roundup, pesticida da Monsanto é "provavelmente cancerígeno" irritou bastante a multinacional. Utilizado há mais de quarenta anos, o glifosato entra na composição de nada menos de 750 produtos comercializados por uma centena de empresas, em mais de 130 países.

Disponível no mercado desde 1974, seu uso passou de 3 mil toneladas por ano para 825 mil toneladas em 2014. Para defender seu principal produto, a empresa estaria se valendo de intimidação, espionagem e tráfico de influência.

Canoa havaiana completa volta ao mundo usando métodos de navegação antigos

A canoa havaiana de dois cascos Hokulea regressou às águas de Honolulu (cidade no estado do Havaí, EUA) depois de três anos de sua viagem ao redor do mundo.

O objetivo principal da viagem era a divulgação da ideia de sustentabilidade ambiental e da preservação do nosso planeta. É impressionante que a tripulação usou somente técnicas de navegação antigas, tais como observação das estrelas, do Sol, das ondas e das aves. Graças a essas dicas a canoa conseguiu percorrer 40.000 milhas marítimas (74.000 quilômetros) e visitar 150 portos. No âmbito da sua viagem, a canoa entrou em portos do Taiti, Brasil, África do Sul e Cuba.

Óleo de côco é melhor que óleo de soja, canola e girassol? - Flávio Passos

Estou há alguns dias recebendo uma chuva de mensagens de pessoas preocupadas ou incomodadas com posicionamentos recentes contra o consumo do óleo de coco e recomendando o óleo de soja e girassol como a opção ultra saudável.

O primeiro argumento dentro deste posicionamento para "desrecomendar" este alimento natural é que ele não deve ser prescrito para a perda de peso.

Com isto eu realmente preciso concordar. 
Em primeiro lugar, estamos falando de comida, e comida não se prescreve: come-se.

Em segundo, na nutrição não existem pílulas mágicas. Existem contextos e estratégias dos quais as engrenagens que os fazem funcionar não tem utilidade se são removidas do contexto.

Ou seja: se você está fazendo uma dieta com baixo carboidrato e utilizando o óleo de coco para se manter energizado na ausência das calorias de açúcares e amidos, é bem possível que o seu corpo perca excesso de peso. 

Mas se você está praticando uma dieta comum, com bolos, cookies, barrinha de cereal e um ocasional fast food e de repente acrescenta óleo de coco na sua dieta, de fato não há chance de que seu corpo elimine seus excessos.

Fácil de entender né?

O posicionamento poderia ter se dedicado a explicar isto, mas optou por apenas condenar o óleo de coco.

Outros argumentos foram colocados neste posicionamento. O mais fundamental seria que o óleo de coco é uma gordura predominantemente saturada, e que isto pode elevar o risco de doenças coronárias. 

Pois bem, nada há a argumentar contra isto... a não ser apresentar uma pequena lista de evidências do tipo 1 (grau máximo, diferentes dos estudos observacionais citados pelas “entidades oficiais”) que comprovam a TOTAL FALTA DE ASSOCIAÇÃO entre gorduras saturadas e problemas cardíacos. 

Isso não sou eu quem estou dizendo: é a ciência em seu grau mais conclusivo.

“Insufficient evidence of association is present for intake of … saturated or polyunsaturated fatty acids; total fat … meat, eggs and milk.” Mente A, et al. A systematic review of the evidence supporting a causal link between dietary factors and coronary heart disease. Arch Intern Med. 2009 Apr 13;169(7):659-69.
Conclusions Saturated fats are not associated with all cause mortality, CVD, CHD, ischemic stroke, or type 2 diabetes, but the evidence is heterogeneous with methodological limitations. Trans fats are associated with all cause mortality, total CHD, and CHD mortality, http://www.bmj.com/content/351/bmj.h3978

49 estudos observacionais e 27 ensaios clinicos randomizados: Current evidence does not clearly support cardiovascular guidelines that encourage high consumption of polyunsaturated fatty acids and low consumption of total saturated fats. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24723079
“…no significant evidence for concluding that dietary saturated fat is associated with an increased risk of CHD or CVD.” Siri-Tarino PW, et al. Meta-analysis of prospective cohort studies evaluating the association of saturated fat with cardiovascular disease. Am J Clin Nutr. 2010 Mar;91(3):535-46. 

__________________________

Na sequência há a desatualizada concepção de que o colesterol necessariamente causa problemas cardíacos, e que quanto mais baixo melhor. 

Curiosamente este posicionamento optou por ignorar uma análise de 136 mil pacientes em 2009, que concluiu que quase da metade dos pacientes que foram hospitalizados com problemas cardíacos tinham o LDL normal ou baixo. 

Também parecem ter sido ignoradas outras metanálises, e especialmente o estudo de Ramsden no BMJ que demostra que NÃO HÁ UMA RELAÇÃO entre as flutuações de colesterol de LDL provocadas pela dieta e risco cardiovascular.

É o famoso “cherry picking”, ou o ato de selecionar dados que comprovam a sua teoria e ignorar dados que desmontam as suas teorias.

Isto é absolutamente comum no mundo científico. E é o que dá base para a maior parte das manchetes sensacionalistas.

O fato concreto é que o colesterol é IMPORTANTE para a saúde dos hormônios e do cérebro. O LDL é composto de 11 tipos de lipides, sendo que somente 2 são nocivos. Os outros 9 são essenciais para a Saúde.

A concepção de que o colesterol deve ser o mais baixo possível pode trazer consequências severas em diversos campos da Saúde.

Mas isto não sou eu quem estou dizendo, são as pesquisas mais recentes, sólidas e atuais.

O que falta na análise deste posicionamento é: a quem interessa condenar o óleo de coco e glorificar o óleo de soja, canola e girassol?

Óleo de coco é uma produção de predominante trabalho de cooperativas, com bastante esforço manual e artesanal. Requer mão de obra, por isso é mais caro.

Óleo de coco não pode ser produzido com a mesma larga escala que acontece com soja, canola, girassol e outros. Portanto, não é lucrativo para as grandes corporações.

Enfim, realmente sugiro que as manchetes sejam analisadas com cuidado.

Recomendo uma dose de pensamento crítico em qualquer análise.

Água pura e pensamento crítico não fazem mal a ninguém.

Confira 10 fatos e impactos que a redução de florestas causa ao meio ambiente e à população

Confira 10 fatos e impactos que a redução de florestas causa ao meio ambiente e à população #Entenda #MeioAmbiente #NenhumHectareaMenos

TED: Guarde seus objetivos para você

Após vislumbrar um novo e brilhante plano para o futuro, nosso primeiro instinto é contar para alguém. Porém, Derek Sivers diz que é melhor manter nossos objetivos em segredo. Aqui, ele apresenta uma pesquisa com dados que datam desde a década de 20 para mostrar porque pessoas que falam sobre suas ambições têm menos probabilidade de alcançá-las.

sábado, 17 de junho de 2017

Buika - No Habrá Nadie En El Mundo (2013)


No habra nadie en el mundo

Desde que el agua es libre
Libre entre manantiales, vive
Jazmines han llorado
Yo no comprendo
Como en tus ojos niña
Solo hay desierto

Hermosa era la tarde
Cuando entre los olivos,
Nadie vio como yo a ti te quise
Como te quiero
Hoy los olivos duermen
Y yo no duermo

No habrá nadie en el mundo
Que cure la herida
Que dejó tu orgullo

Yo no comprendo
Que tú me lastimes con todo
Con todo el amor
Que me diste

Pa´ cuando tú volvieras
Pensé cantarte coplas viejas
De esas que hablan de amores y de sufrimiento.

Cuando tú vuelvas niña
Te como a besos

Y volaremos alto
Dónde las nubes van despacio
Despacio va mi boca
Sobre tu cuerpo tan lento que seguro se para el tiempo.

No habrá nadie en el mundo

Não precisa de Teoria da Conspiração para comprovar a realidade.

O mundo tornou-se refém de uma elite econômica global, que através de um sistema de endividamento público, capitaneado por organizações como o FMI, World Bank, Clube de Paris, Bilderberg Group, Council of Foreing Relations, Federal Reserve, e inúmeras instituições associadas, como a maioria dos bancos privados do mundo, conseguiram criar um sistema de servidão global, através do qual grande parte dos impostos recolhidos pelos governos constituídos, são destinados ao pagamento das astronômicas e impagáveis dívidas públicas.

Só no BRASIL iremos pagar mais de UM TRILHÃO DE REAIS com gastos da dívida em 2014.

A mídia internacionalista cumpre seu papel fundamental de falar sobre TUDO, menos sobre essa questão.

Informe-se, LEIA, pesquise!!

O pior cego é aquele que não quer ver!

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Mecânica Quântica - O experimento da fenda dupla!

Não existe alimento sem agrotóxico - Ana Primavesi

"Oceanos, pólos e geleiras estão poluídos com agrotóxicos. Durante sua aplicação, ao redor de 40% evaporam-se e quando for feito pela aviação agrícola em dias quentes, pode chegar até 60%. Esta água, com veneno, vai para as nuvens e volta à Terra com as chuvas ou a neve. Assim ursos polares, pinguins e baleias possuem agrotóxicos nos seus corpos, especialmente na parte adiposa e têm seus sistemas nervosos afetados. Portanto, diz-se que é possível certificar para os consumidores que algum alimento foi produzido sem uso de agrotóxico, mas não se pode certificar que o alimento esteja sem agrotóxico. Isso já não existe mais."
Fonte: O solo tropical - Casos - Perguntando sobre solo. (Também presente em seu livro "Pergunte ao solo e às raízes)


"[...] todas as chuvas e inclusive a neve, trazem agrotóxicos que se evaporaram durante as pulverizações, especialmente quando feitas pela aviação agrícola. Prova são as respeitáveis quantidades de agrotóxicos encontradas em pinguins, ursos polares e baleias. Não existe mais lugar no mundo em que não haja agrotóxicos e, mesmo no meio da mata amazônica podem ser encontrados nos igarapés e poços."

Ana Primavesi.

Os sintomas de uma mente doente - Sadhguru

Jaggi Vasudev, comumente conhecido como Sadhguru, é um yogi indiano, místico, filantropo e autor de mais de 100 títulos em 8 idiomas diferentes.


Fonte

Rafael Correa: “Se espionagem fosse feita pelo Equador, seríamos criminosos”

"Eis a diferença entre Rafael Correa e Lula/Dilma. Ele não tem medo de falar a verdade sobre geopolítica e tampouco mexer nas estruturas do sistema, para mudá-lo, como fez no Equador. Se algum dia Dilma ou/e Lula disseram algo parecido, eu não li nem ouvi. Até hj só vi e ouvi os líderes petistas sobrevoarem à superfície do problema, sem nunca meterem o dedo no vespeiro.
Precisamos de um estadista como Rafael Correa.
“Se essa espionagem tivesse sido realizada por Venezuela, Rússia, Equador ou Cuba, por exemplo, seríamos considerados ditadores, criminosos e levados para Haia. Mas, neste caso, não vai acontecer absolutamente nada, porque, infelizmente, a Justiça internacional não é outra coisa que não a conveniência do mais forte, e os EUA são o mais forte”, disse, em uma entrevista ao canal Russia Today."

As "mudanças de regime" do NED, CIA e NSA...

Quando se observa os golpes de Estado mundo afora, nota-se uma engenharia padrão que começa com protestos difusos e termina com a "mudança de regime". Por detrás deles, estão sempre os Estados Unidos, seus serviços de inteligência (CIA e NSA) e a mala preta bilionária do NED, que financia a oposição. Foi assim nas "revoluções coloridas" de leste europeu, na "primavera árabe", em Honduras, Paraguai e Brasil. Na Síria e na Venezuela, apesar dos fracassos golpistas, a luta se radicalizou. Mas agora, os Estados Unidos lançam uma operação ousada contra a Rússia. As associações com o Brasil são inevitáveis, vide até o símbolo do movimento que é um pato amarelo. Como em qualquer lugar, os Estados Unidos fabricam seu títere. Na Rússia, apostam numa liderança no estilo Macri-Macron-Dória, um blogueiro que como a cubana imperialista Yoanne Sanchez, recebe muito dinheiro para promover a desmoralização do próprio país. Para realizar esse tipo de golpe, é preciso ter o controle da mídia e das redes sociais para fabricar a narrativa oficiosa. Derrubar o governo é apenas o primeiro passo. Precisa-se controlar os recursos locais através das privatizações e ocupar militarmente o território com a construção de bases militares. Segue no alvo todos os países que outrora os Estados Unidos chamavam de "eixo do mal" e os países de economia emergente. No entanto, se acha que tudo não passa de conspiração, conheça os documentos dos Estados Unidos que clamam pelo "Full Aspect Dominance", ou dominação de espectro total. Só assim ficará claro que já vivemos uma guerra mundial de 4a geração, na qual se instaura uma ditadura militar planetária sob o comando estadunidense, mas para atender aos interesses do grande capital financeiro internacional. Aqueles 8 homens que sozinhos têm metade da riqueza mundial e ainda querem mais.

Thomas de Toledo

A dor nos aperfeiçoa quando compreendida

Fonte

Dominte a Arte de Viver no Presente em 10 Simples Passos

Link

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Eu tenho uma revelação a fazer: “Talvez você nunca tenha amado”

"E se eu disser que a maioria das pessoas sofre por amor simplesmente porque não ama. Há uma grande e fundamental diferença entre o amor e o apego e creio que no mundo ainda sejam raras as pessoas que são realmente capazes de amar." Josie Conti


Fonte

Flávio Passos - Coma Fora da Caixa

Flávio Passos, um dos maiores especialistas em Nutrição e Gastronomia Saudável do Mundo, compartilha grandes ensinamentos sobre como a alimentação pode interferir de diversas maneiras na sua vida e revela como é possível utilizar os alimentos para potencializar a sua saúde física e emocional.

O sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder o entusiasmo

Fonte

Bob Proctor - Seus pensamentos atraem tudo!

Seu melhor professor é seu último erro - Rumi

Fonte

A guerra contra a obesidade infantil chegou às escolas públicas causando polêmica

Os Ministérios da Saúde e Educação tentam ampliar o monitoramento de obesidade entre alunos de escolas públicas e vão proibir a venda de salgadinho e refrigerantes em estabelecimentos de ensino.

[...] A meta é alcançar 144 mil escolas neste ano e reduzir um índice preocupante: de acordo com uma estatística da Organização Mundial da Saúde, 33,5% das crianças do país têm sobrepeso e 8% são obesas.

Para a doutora em nutrição e saúde pública e professora da Escola de Enfermagem da UFMG, Luana Caroline dos Santos, a proibição é o início de um processo de conscientização muito importante e que já não pode esperar. 

Por que o sangue é vermelho?

Emissões de metano aceleram aquecimento global mais que CO2

O gás é muito mais potente do que o dióxido de carbono como agente responsável pelo efeito estufa: ele retém 28 vezes mais calor [do que o CO2], assim acelerando as mudanças climáticas.

[...]

Uma questão interessante para os climatologistas e ambientalistas é de quem realmente é a culpa pelas altas emissões de metano dos últimos anos. Fontes naturais são, por exemplo, processos de putrefação em pântanos e outras áreas úmidas. No setor da pecuária, o metano é produzido no estômago das vacas. Ele também é liberado por plantações de arroz e aterros sanitários. Além disso, pode vazar de campos de petróleo e gás e de gasodutos.

[...]

Stephanie Töwe, ativista de agricultura sustentável do Greenpeace, diz não se surpreender com os resultados do estudo: "A agricultura desempenha um papel cada vez mais importante nas negociações climáticas, porque a pecuária é a maior fonte de metano." Não se trata apenas do maior número de animais, mas também das grandes quantidades de esterco armazenadas ou utilizadas incorretamente.

Cuidado com os alimentos enriquecidos/fortificados - Dr. Lair Ribeiro

terça-feira, 13 de junho de 2017

A moeda não tem memória

Quando você joga uma moeda a chance de cair cara é de 50%, ou seja probabilisticamente falando, a cada duas jogadas a chance é de se ter uma cara e uma coroa. Mas vimos que na prática isso não funciona assim, isso é por causa da aleatoriedade. Mas a aleatoriedade influencia a probabilidade de um evento? Não. Se por algum motivo maluco, depois de passar a tarde jogando uma moeda você conseguir tirar 72 caras consecutivas, sabe qual a chance da sua septuagésima terceira jogada ser outra cara? Exatos 50%! Isso porque a moeda não sabe que já caiu 72 vezes com a cara pra cima, ela não escolheu sair com a cara virada para cima. Assim a próxima jogada pode ser tanto cara quanto coroa. A moeda não tem memória.

O mal só existe se você acredita no bem

Pergunta: O mal existe?
Monge Genshô: O mal só existe se você acredita no bem. [...] Para a virtude existe o mal e existe o bem, mas esse ainda é o pensamento dual. A verdade é que “bem” e “mal” não existem porque são distinções classificatórias de uma mente que pensa e divide. Isso depende muito do ponto de vista, por exemplo, um jacaré come um pato numa lagoa. Para o jacaré é uma refeição, para o pato é uma tragédia. Onde está o bem e onde está o mal? Não existe bem e mal, nossas visões são obscurecidas pelas nossas paixões. Se um jacaré matar uma criança acharemos que é um mal, porque é uma criança humana, então mata-se o jacaré. Essa é a visão humana, mas não existe bem e mal na atitude do jacaré, ela é apenas uma manifestação da vida.

Russia Today traz uma excelente análise do que está acontecendo no Brasil

O equilíbrio entre o passado, presente e futuro | Monge Genshô

Como viver no presente se precisamos planejar nosso futuro e lembrar de experiências vividas para utilizar como exemplos para situações do dia a dia?

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Karma: nossa defesa é a ética.

"Na vida espiritual, a nossa defesa é a ética. Se soubermos que vivemos eticamente, dando o nosso melhor, a nossa mente torna-se mais tranquila. Atrairemos o mesmo tipo de pessoas. Se a nossa mente está perturbada, atrairemos perturbação para as nossas vidas. Portanto, temos de purificar o nosso estado mental, pois tudo o que está no interior se projeta no exterior. Atraímos pessoas pela nossa prática e pelo nosso karma." Tenzin Palmo

Uma nova ordem cósmica...

Para quem se acha grande, vale lembrar que daqui 4 bilhões de anos, a nossa galáxia se chocará com Andrômeda, os buracos negros dos centros das duas galáxias se fundirão e com isto trilhões de estrelas e planetas se chocarão, redesenhando uma nova ordem cósmica que criará sistemas solares e planetários. Se o nosso Sol hoje é o Todo Poderoso senhor da vida na Terra, o que dizer de nosso centro galáctico em Sagittarius A*? Ou de nosso futuro senhor cósmico que nascerá da união de duas galáxias?

Eu sou o resultado de meus próprios atos - Buda

Fonte

domingo, 11 de junho de 2017

Shaka conversando com Buda (Cavaleiros do Zodíaco)

"As flores brotam e morrem, as estrelas brilham mas um dia se apagarão. Tudo morre. A terra, o Sol, a via Láctea e até mesmo TODO esse Universo não é excessão.
Comparado a isso, a vida do homem é tão breve e fugidia quanto o piscar de um olho. Nesse curto instante os homens nascem, riem, choram, lutam, sofrem, festejam, lamentam, odeiam pessoas e amam outras. 
Tudo é transitório. 
E em seguida, todos caem no sono eterno chamado morte."



Fonte

A Teoria da Trofobiose

A palavra Trofobiose foi usada pelo pesquisador francês Francis Chaboussou para dar nome a sua idéia de que não é qualquer planta que é atacada por pragas e doenças.
Ou seja, a planta precisa é servir de alimento adequado à praga ou doença para ser atacada.

Trofo - quer dizer alimento
Biose - quer dizer existência de vida

Portanto, quer dizer: todo e qualquer ser vivo só sobrevive se houver alimento adequado disponível para ele.

Para se entender melhor, podemos imaginar que cada proteína é como uma corrente e os aminoácidos são as argolas que formam esta corrente. Ou, que cada proteína é como a parede de uma construção e os aminoácidos são os seus tijolos.

- Mas o que as proteínas e os aminoácidos têm a ver com a resistência das plantas ao ataque de insetos, ácaros, nematóides ou doenças?

Para melhor entendimento, vamos comparar duas situações:
Primeira: Um homem alimenta-se com um pedaço de carne, que é composto basicamente de proteínas e gorduras.
O primeiro passo é mastigar, para triturar e misturar com a saliva e, assim, iniciar o processo de digestão.
A seguir, o líquido do estômago fica encarregado de continuar o trabalho de decompor estas proteínas.
Tanto na saliva quanto no estômago, quem se encarrega de fazer a digestão são as enzimas. Elas são como ferramentas de muitos diferentes tipos, capazes de separar as argolas das correntes de proteínas ou destruir a massa que une os tijolos das paredes da construção.
Depois de ser praticamente desmanchado, o alimento, já na forma de aminoácidos, vai para o intestino, é absorvido no sangue e vai ser usado para construir outras proteínas, como pele, cabelos, unhas, etc...
O homem tem uma diversidade muito grande de enzimas que o fazem capaz de digerir diferentes alimentos.
Mas, por exemplo, não tem enzimas que conseguem digerir feno ou serragem. Isto significa que se comer tanto feno quanto serragem, vai encher o estômago, mas morrer de fome.

Segunda: Agora são insetos, nematóides, ácaros, fungos, bactérias e vírus que estão se alimentando.
Estes seres, ao contrário do homem, têm uma variedade muito pequena de enzimas digestivas, o que reduz sua possibilidade de aproveitar completamente moléculas grandes (complexas) como as proteínas.
Eles só são capazes de cortar algumas argolas das correntes ou retirar alguns tijolos das paredes.
Portanto, para terem uma nutrição satisfatória, eles devem encontrar o alimento já na sua forma simples como, por exemplo, aminoácidos. Senão, acontece o mesmo que no homem quando ingere feno ou serragem - morrem de fome.
Uma proteína é composta por uma seqüência de aminoácidos. As plantas vivas juntam aminoácidos para formar as proteínas.

sábado, 10 de junho de 2017

Testando o nível de invasão de privacidade do Windows - Thomas de Toledo

Para testar o nível de invasão do Windows em nossa privacidade, fiz um teste. Instalei o Linux e dentro dele uma máquina virtual para executar o Windows normalmente. Como o Linux é de código aberto, é possível monitorar todas as operações de hardware que o Windows não mostra. Primeira curiosidade: logo na instalação, o Windows já liga o microfone do computador. Segunda curiosidade: o Windows liga a câmera ao entrar num browser. O que se pode concluir disto é que, uma vez usado o Windows, ele tem acesso a todas as conversas no ambiente e com a câmera ligada, ele pode capturar imagens sem prestar contas do que faz com esses dados. Os toques de teclado e cliques de mouse também são capturados. Como absolutamente todos concordam com os termos de instalação (você já os leu?), submetidos às leis dos Estados Unidos, esses dados são armazenados pela Microsoft e são acessadas pela CIA via NSA. Bill Gates e Donald Trump sabem mais da sua vida do que você mesmo. Sem contar que esses dados também são capturados por algum ou alguns hackers. Para sair disto, quebre a janela e use Linux.

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Quando a Europa salva os bancos, quem paga?

"Depois de 2008 , a Europa entrou numa crise que nós, latinos americanos, já conhecíamos muito bem: A crise da Dívida. Os países europeus se endividaram para salvar os bancos que quebraram após a crise imobiliária nos EUA, um processo em cadeia. O governo norte-americano salvou as instituições que chegaram à insolvência nos EUA; mas, não se esqueçam, que é nos EUA a fábrica de imprimir dólar. Na Europa, o processo para salvar os bancos pesou diretamente no bolso dos contribuintes. Nesse excelente doc o que fica em questionamento é a obscuridade e falta de argumento para alegar que os contribuintes devam salvar os bancos de seus países. Primeiro, ninguém sabe quem são os credores finais dos bancos, ou seja, o contribuinte sequer sabe pra quem está repassando o dinheiro. É sigilo total. Segundo, qual é a prova de que, se esses bancos entrassem em bancarrota, o país perderia, então por que , às expensas do povo, os bancos devem ser salvos? Na Grécia, um pacote de ajuda foi envidado em 2010 contendo apenas ativos podres, que estavam nos bancos. Tbm foi um plano para salvar os bancos, sem sequer o povo grego saber. Nosso sistema não é diferente, já que nós garantimos, através do endividamento público, o total lucro dos bancos, às expensas do povo. Aqui, tbm há muito sigilo, já que não pode ser revelado quem são os credores finais da nossa dívida, quem compra dos dealers os títulos da nossa dívida pública.
Em minha opinião, a questão não é lucros aos que ficam nas sombras, e não podem ser revelados. Em minha opinião, é uma questão de poder. Eles controlam a humanidade através do endividamento concomitante ao consumo. Quem precisa de dinheiro somos nós, e até mesmo os ricos, porque o dinheiro, da forma que o conhecemos, dá a eles status, influência, poder de consumo e bem estar. Agora, por trás dos bancos, estes credores que ficam nas sombras, eles são mercadores do poder não através do dinheiro, mas através do endividamento do povo. É como se eles tivessem o controle remoto e comandassem as nossas vidas. Bancos não suportam ambiente de grande liquidez, essa é a lógica dos bancos. Não é pra se obter dinheiro que grupos que controlam o mundo, através do sistema monetário, agem, é única e exclusivamente por PODER de controle . Até porque os donos do mundo têm a fábrica de imprimir dinheiro (dólar) à vontade. Consumo e dívida, através disso somos todos"
Cibele Laura

George Carlin e o Sonho Americano em 3 Minutos

Série Operação Condor (TV Brasil)

"Jango foi assassinado pela Operação Condor. Nessa série de reportagens da TV Brasil, um ex-agente da repressão Uruguaia contou que monitorou de perto Jango, no exílio. Ele diz que os militares brasileiros temiam o seu retorno ao Brasil. Houve uma reunião em que estava presente um agente da CIA e decidiram assassinar o presidente. Os remédios que Jango tomava foram trocados. A parada cardíaca foi induzida pelo medicamento trocado. Ou seja, outra vítima da CIA. A Operação Condor contou com a participação e, talvez, a liderança dos norte-americanos."

Veneno invisível: Brasileiro consome 7 litros de agrotóxicos por ano

"Antigamente, os fabricantes negavam que o cigarro causasse câncer e pudesse matar. Mesmo assim, a escolha de fumar sempre foi individual. Com os agrotóxicos, a situação é mais grave, pois a população está adoecendo e não tem direito a escolha"
- 50% dos agrotóxicos usados aqui são proibidos em outro países
- Só no ano passado, mais de 200 novos produtos foram registrados no país, o que demonstra que o órgão está mais preocupado com as necessidade de mercado do que com a saúde pública.
- A cultura da soja transgênica é a maior responsável pelo uso excessivo de agrotóxicos no país
NÃO, NÃO É NEUROSE - É REALIDADE

Sal Rosa do Himalaia é modismo?

Mais uma vez foi criado um post polêmico sobre algum alimento e, como de costume, recebi muitos pedidos para compartilhar minha opinião sobre o tema. 
Por Flávio Passos.

Assim sendo, vou compartilhar ponto a ponto do que está contido no postem questão.

Em primeiro lugar, o consumo de sal não refinado é sempre superior ao consumo de sal refinado por alguns motivos. Se o sal é rosa, azul, preto, vermelho.... da China, Paquistão, Venezuela, Peru ou Brasil, pouco importa. 

Vamos às alegações:
"Obviamente consumir sal rosa do himalaia é puro modismo, aliás o sal não vem do himalaia, mas sim do Paquistão."

Já visitei o oriente diversas vezes, e observei que na Índia, Paquistão e outros países o consumo de sal mineral (de rochas) é relativamente comum, e inclusive recomendado pela ayurveda para algumas finalidades. 

Se é um modismo, ele tem mais de 5.000 anos. E sim, o paquistão, onde se encontram as maiores minas, está compreendido nos Himalaias, assim como a cordilheira dos Andes se estende para além dos limites do Peru.

"Ele realmente possui mais minerais que o sal comum, porém continua sendo uma quantidade insignificante. Para esses minerais atingirem concentrações ideais e surtirem efeito seria necessária uma enorme concentração de sal, o que não é viável. Continue apostando nas frutas legumes e verduras."

Eu não acredito que ninguém trate o sal rosa como um suplemento de minerais, mas como um sal não-refinado que, em razão dos outros minerais associados, é processado de forma mais harmônico pelo organismo.

"Sal rosa tem muito flúor, que é altamente tóxico, prejudicando o funcionamento do nosso cérebro (apesar das pastas de dente serem lotadas de flúor achei que esse dado era relevante), será que vale a pena o risco?"

O sal rosa possui 83 minerais-traço, como iodo, manganês, vanádio, além do raro prometium (Pm)) e ainda, ferro. A sua cor se deve a essa concentração de minerais e ferro. 

Ele é indicado por inúmeros profissionais atualizados por conter minerais ionizados, o que proporciona melhor interação com os líquidos do organismo.

O Flúor do sal rosa é o natural, essencial à vida (criolito ou fluoreto de sódio, e fluorospar ou fluoreto de cálcio), presente em frutas como abacate e maçã, não é o mesmo adicionado na água ou pasta de dentes. Este sim é nocivo, já que é subproduto industrial tóxico chamado ácido fluorocilico, adquirido de fábricas de produtos químicos como a China. 

Trata-se de um coquetel tóxico de mais de 100 produtos químicos industriais e metais pesados, muitos dos quais são comprados em grandes quantidades a partir da China, onde tentam se livrar de seu excesso de resíduos tóxicos rotulando-o “fluoreto de sódio.” Esta confusão entre flúor natural e o ácido fluorocílico produzido industrialmente até pode confundir em um primeiro momento, mas basta pesquisar.

"Agora olhe nas fotos como é a extração do sal, olha o estado do local, das pedras de sal e principalmente dos funcionários. Onde a necessidade de alimentação "limpa" e idealizada está nos levando? Degradação do meio ambiente e trabalho praticamente escravo de seres humanos. Para que? Por um produto cheio de areia, sujeira e contaminantes."

Quem visita o oriente asiático sabe bem que as imagens desta mina de extração de sal são o padrão de trabalho em quase todas as áreas da região. 

Fazendas de frutas, de vegetais, de ervas, em praticamente todas é assim que os trabalhadores vivem, se vestem e operam há séculos. Não tem nada de particular com mais esta atividade de extração mineral. 

Lá é assim, e não é trabalho escravo: as pessoas recebem por isso. Você pode não concordar e achar degradante. Mas se observar com cuidado vai perceber que não tem muita diferença do trabalhador que extrai o sal em Mossoró, no Brasil.

Não vejo porque condenar isto sem questionar todo o modo de trabalho do oriente asiático como um todo. É como achar que o problema do mundo está concentrado na industria de alimentos de origem animal e ignorar a indústria da monocultura dos vegetais.

"E aí gasta-se horrores com transporte para importa-lo e leva-lo até a sua mesa, sendo que era só consumir o sal refinado com moderação. Isso quando espertões não pegam o sal grosso comum e jogam tinta rosa."

É comum na era globalizada importar artigos ao redor do globo. Exportamos alguns itens produzidos no Brasil, importamos outros. Condenar este processo é condenar todo o capitalismo moderno e, neste caso, seria importante ser coerente e abdicar do Iphone utilizado para escrever o post em questão. 

O mundo é globalizado em 2017 e, sim, faz sentido buscar produtos locais. Mas tentar salvar o mundo deixando de usar sal rosa não será o mais relevante da equação. Assim como usar ou não Sal Rosa não será a escolha mais determinante para a evolução da sua Saúde.

"Finalizando, o sal que consumimos sofre adição de iodo para controlar o Bócio, recomendação da OMS - organização mundial da saúde, e no Brasil a adição de iodo é obrigatória. "

Parece que o autor desconhece que todo o sal rosa ou qualquer outro importado precisa ser iodado por legislação. Não existe no Brasil Sal Rosa não iodado.

Em resumo: de novo vejo o sal criando mais barulho do que merece.

É possível resumir tudo o que você precisa saber sobre o sal em uma frase: Coma sal não-refinado (não importa a cor), em quantidades adequadas - nem muito, nem pouco. 

Pode ser do Himalaia ou de Mossoró. Você escolhe.
Fonte



Clique aqui para entrar no grupo no WhatsApp "Agroecologia Primavesi".

Leite Horror Story - por Hana Khalil

Isso é o que você não sabe sobre a indústria do leite. Hana Khalil explica o terror por trás das grandes corporações de laticínios.

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Sucesso não é mérito da inteligência, mas do esforço

[...] a investigação científica produzida nos últimos 35 anos mostra que uma ênfase exagerada na inteligência ou no talento pode, na realidade, deixar as pessoas vulneráveis ao fracasso, com medo de desafios e desmotivadas a aprender.

Um artigo divulgado* este ano pela revista Scientific America, uma das principais publicações científicas do mundo, mostra que incentivar os avanços no processo de desenvolvimento, em vez da inteligência ou talento, produz grandes empreendedores na escola e na vida. A autora do artigo é Carol S. Dweck, que atualmente é professora psicologia da Universidade Stanford, nos Estados Unidos. Ela garante: não adianta incentivar seu filho ou seu aluno dizendo que ele é inteligente.

Para ela, e para outros pesquisadores que acompanharam seus estudos ao longo de três décadas, pais e professores podem garantir o crescimento cognitivo das crianças elogiando-as por sua persistência ou estratégias para resolução de problemas (em vez de ressaltar sua inteligência). Segundo ela, ao contar histórias de sucesso que enfatizam o trabalho duro e amor pelo aprendizado, ensinamos às crianças que o cérebro é semelhante a uma máquina, que precisa ser constantemente atualizada para ter um bom funcionamento (confira abaixo uma lista de estratégias para incentivar as crianças).

O perigo da desistência - As pesquisas de Carol Dweck começaram na década de 1960, quando ela se deparou com um estudo feito com roedores que mostrava que após muitas falhas os animais deixavam de tentar completar um percurso, ficando estáticos e sem esperança. Os pesquisadores concluíram que os animais aprendiam a não ter esperanças, mesmo quando tinham a possibilidade de agir – isso porque não receberam incentivo para superar os desafios.

Dweck ficou intrigada com a “desesperança aprendida” demonstrada pelos animais e decidiu investigar mais a fundo o tema.

Segundo ela, essa “desesperança” está ligada à crença das pessoas a respeito dos motivos que as levaram ao erro. Ao longo das décadas seguintes, ela observou como esse comportamento se dava com estudantes do ensino fundamental. Em um dos estudos, ela notou que a falta de esforço (e não de capacidade) fazia com que os alunos cometessem mais erros ao tentar solucionar problemas matemáticos. Separando as crianças em dois grupos, ela notou que o grupo que recebeu apenas elogios sobre o “quanto eram inteligentes” não conseguia encontrar saída para solucionar problemas mais complexos. Enquanto o grupo que recebeu elogios sobre o “quanto eram esforçados” conseguiu driblar as dificuldades e avançar.