terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Oriente - Até Quando Brasil-Colônia? 2011

"Eu quero falar dos que mamam,
Dos marmanjos, safados, sem vergonhas, cafajestes
Que infestam a política nacional
É na mão dessa gente que fica a conta do governo do Estado
(O Governo corre para tentar impedir a instalação das CPI's)
(Botando dinheiro na cueca?)
Canalhas consagrados. Canalhas, corruptos, vagabundos!"

500 mil políticos, empresários, banqueiros
Não podem controlar 200 milhões de brasileiros
A cooperação é a mística, que muda a política
Além da estatística, revolução pacífica

Ninguém reconhece um Gandhi na Cinelândia
Mas todos reconhecem um menor na Cracolândia
Enquanto uma pequena taxa da população que ganha
Encima leva os filhos pra viajar na Disneylândia

Os índios dizimados pelo poder do Estado
Hoje usando Nike e por doenças afetados
Falam do holocausto que aconteceu na Europa
Mas não se estuda a África nem o país da copa

Nacionalista, não quer dizer ser Socialista
A minha posição é somente de Humanista
Tiram onda de refinados, mas a miséria é grosseira
Não se espante quando ouvir uma testemunha verdadeira

Capitania hereditária, vendendo a Amazônia
Que vergonha pátria amada, até quando Brasil colônia?
Em seus filhos tão sofridos horas a fio de insônia
Que vergonha pátria amada, até quando Brasil colônia?
Maior taxa tributária, queima queima Babilônia
Que vergonha pátria amada, até quando Brasil colônia?
Deputados passam férias em Fernando de Noronha

"Sai um canalha e entra outro!"

Nem sempre pude tá no colo da minha mãe
Porque Collor podia tá tomando a taça de champagne
Não tenho tanta instrução, mas tenho os meus argumentos
Retrato de um brasileiro educado pelo entretenimento

Quase 100 mil vão pro estadio, compram o ingresso
Mas nem metade fazem um protesto na frente do congresso
Desordem em progresso, com a ordem o regresso
País da ilusão, do carnaval e do sucesso

Fico possesso e não cesso expresso poder poético
Válvula de expressão revolução de modo ético
Os piores criminosos tu nunca vai saber ao certo
Dá arrepio imaginar que quase nada é descoberto

Ligo a televisão e quase nenhum canal salva
Aprisionam sua mente e ainda vendem sua alma
Pra entrar na política e tentar conseguir ajuda
Jesus Cristo teria que vir disfarçado de Judas

Capitania hereditária, vendendo a Amazônia
Que vergonha pátria amada, até quando Brasil colônia?
Em seus filhos tão sofridos horas a fio de insônia
Que vergonha pátria amada, até quando Brasil colônia?
Maior taxa tributária, queima queima Babilônia
Que vergonha pátria amada, até quando Brasil colônia?
Deputados passam férias em Fernando de Noronha

"A corrupção nesse país está no DNA
Vi ontem dessa tribuna um deputado falar imoral
Os bons costumes, quando o pai dele tá preso
O tio tá preso e ele é um "laranja" dos dois
Roubando o quê? Vacina e remédio de criança
O pai é ladrão, denunciado na CPI e enquadrado por corrupção
O filho tá no mesmo inquérito
Agora não tô falando do pai que já saiu
Tô falando do filho que quer entrar no rabo do pai
Já tá pedindo voto aqui
Quanto mais ladrão mais querido, mais simpático
Trouxemos a mulher dele pra depor
Ele é muito pior do que o pai
Por que eu tenho até mapa da sua atuação
Posso garantir ao senhor"

Ladrão no Brasil se faz, como fez P. C. Farias
Desrespeito com o povo, buzão cheio todo dia
Serviço obrigatório por uma empresa privada
Taxa alta e o serviço na descarga da privada

O político tem que usar o mesmo hospital
Que o menor que tá jogando as bolinhas no sinal
Na matemática do Brasil é diferente ser igual
Na fração dos dividendos subtraem sua moral

Pátria amada brasil, eu te amo tanto
Mas odeio ver seus filhos sem escola pelos cantos
Mas odeio ver o estado dos hospitais do estado
Se a família não acompanha o paciente é abandonado

Quanto menos uma vida, um sorriso do banqueiro
Que ganha uma fortuna com a desgraça do brasileiro
Financiam as campanhas, rabo preso por dinheiro
Zeitgeist 1, 2, 3, já vi esse filme inteiro

Capitania hereditária, vendendo a Amazônia
Que vergonha pátria amada, até quando Brasil colônia?
Em seus filhos tão sofridos horas a fio de insônia
Que vergonha pátria amada, até quando Brasil colônia?
Maior taxa tributária, queima queima Babilônia
Que vergonha pátria amada, até quando Brasil colônia?

"Ninguém se dispôs a levantar a podridão do seu comportamento"

Petrobrás em leis de incentivo banca o cinema
Mas em um vazamento destrói todo um ecossistema
Uma empresa decidir o rumo de uma cultura
É o mesmo que o Sol girar em torno da Lua

Existem coisas na vida que não tem volta
Tanto nosso dinheiro, quanto a nossa revolta
Tanto um mico leão, quanto um urso panda
Só que essa informação não vai pra propaganda

Evento pago em patrocínio através da Rouanet
Mas 40 conto a entrada irmão? Não dá pra entender...
Depois reclamam que o povo não tem acesso a cultura
Não queremos só comida, queremos acesso sem censura

Poder de opção e investimento maciço
Não nas Ilhas Cayman e nem no seu banco suíço
Cidadão brasileiro, não se canse
Tenha fé que a liberdade sempre estará ao alcance

Capitania hereditária, vendendo a Amazônia
Que vergonha pátria amada, até quando Brasil colônia?
Em seus filhos tão sofridos horas a fio de insônia
Que vergonha pátria amada, até quando Brasil colônia?
Maior taxa tributária, queima queima Babilônia
Que vergonha pátria amada, até quando Brasil colônia?
Deputados passam férias em Fernando de Noronha

"Eu estou indignada senhor presidente
Corrupção, formação de quadrilha, artigo 288
Corrupção passiva, artigo 317
Advocacia administrativa artigo 321 do Código Penal
E ele vem com cinismo aqui e se lança
Se lança do vão da Ponte Rio-Niterói"

Em Brasilia, formação de quadrilha
Nas Câmaras Municipais, formação de quadrilha
Nas milícias, formação de quadrilha
Nos governos estaduais, formação de quadrilha

Em Brasília! Formação de quadrilha...
Em Brasília! Formação de quadrilha...
Em Brasília! Formação de quadrilha...
Quase todos são: vagabundos!

"Eu vou dar os nomes dos deputados associados à essa camarilha
E acho que vão sobrar poucos... Obrigada"

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Bruno J. Gimenes orientado pelo espírito Cristopher - Os Símbolos de Força: A Volta dos Iniciados 2012

Sinopse:
Os virtuosos estão reencarnando na Terra. Alguns já estão entre nós, um grupo de espíritos portadores de muitas virtudes que, se colocadas em ação a serviço do bem, poderão realizar uma transformação positiva sem precedentes na história da humanidade. O desafio desses espíritos virtuosos é grande, nobre e essencial, todavia o plano das sombras sabe disso e faz de tudo para impedir esse movimento.
Quem são os espíritos que estão reencarnando com potencial de elevar muito a condição do planeta? Como agem os seres das sombras quando querem realizar seus projetos de atrasar a evolução da humanidade? Como são as escolas do plano espiritual? Qualquer um pode estudar nelas, no período do sono físico? E o papel de cada um de nós no cenário da vida física? O que os seres de Luz esperam de nós?
Nesse segundo romance do Amparador Espiritual Cristopher, você aprenderá sobre esses temas, entre tantos outros narrados nas atmosferas espirituais da Terra, para que saibamos como agir e nos proteger. Em especial, para desenvolvermos o nosso potencial rumo à evolução da nossa consciência a fim de vencermos os nossos desafios diários, que são tantos.
Resenha
+

Trechos:
Um iniciado não é uma pessoa que tem superpoderes, mas sim alguém que vive seu propósito plenamente. Ser iniciado é o mesmo que viver a sua melhor face, fazer o que de melhor pode ser feito. Todo ser humano vivente no planeta Terra deve concentrar-se na tarefa de curar as inferioridades de sua personalidade. A missão de cada espírito encarnado é a cura das emoções inferiores.
São comuns entre os seres humanos a distração e a alienação espiritual, o que significa o esquecimento da real finalidade de uma existência (encarnação).
Nenhuma pessoa que vive na Terra será realmente feliz até que aprenda a transformar as suas emoções negativas em positivas.
Toda alma que focar sua atenção na cura de suas emoções encontrará êxito porque esse é o motivo maior da existência para cada ser encarnado. Toda ação de vida que atue no sentido contrário dessa meta configura-se como perda de tempo.
Ser iniciado é domar os instintos inferiores e viver concentrado na realização da missão da sua alma.
A aura de uma pessoa, que é o seu campo energético ou corpo espiritual, é moldável, flexível, pois pode expandir-se ou contrair em função da natureza dos pensamentos e dos sentimentos que o indivíduo exprime.
A razão de cada ser é o conhecimento de sua missão pessoal, é o acesso a uma espécie de gps interior que diz a direção correta a ser seguida e as atitudes a serem tomadas. A razão de cada ser sempre revela os caminhos de maior simplicidade e objetivo. Em resumo, o espírito de cada ser, esteja ele encarnado ou desencarnado, tem uma programação interior (um propósito). O racionalismo, dentro desses termos, é tudo o que uma pessoa deve procurar, porque assim ela conhecerá seus potenciais e entenderá o caminho que deverá seguir.
O desafio da humanidade é eliminar a alienação espiritual e curar as emoções negativas. Quando essa meta for alcançada todo o resto virá por ressonância natural da nova sintonia.
É claro que a humanidade sempre foi e sempre será banhada por inúmeros tipos de amparos, de dimensões inimagináveis do cenário cósmico, entretanto todas essas vibrações só podem convergir em um ponto: a consciência de cada ser e as atitudes que são tomadas em consequência disso.
eu me via criança, jovem, idoso, homem, mulher, branco, negro, oriental e ocidental. foi uma experiência sem precedentes para mim.
Quando cada ser estiver conectado com sua razão de existir, em um sentindo mais amplo da palavra, então naturalmente a missão de sua alma será aflorada. - ...naquele ambiente ninguém precisava lembrar ninguém sobre suas tarefas.
Os movimentos, tanto do lado da luz quanto do lado da sombra, sempre ressonam em concordância com a Vontade Maior, pois a própria face escura da vida ainda assim é uma parte da engrenagem do Todo ou da Lei Divina.
Além disso uma característica marcante dos virtuosos (os portadores de símbolos de força) é que mais hora, menos hora, comece a aflorar um desejo intenso de viver propósitos elevados. Todo símbolo de força atua como uma bússola interior.
Lembre-se de que o que mais importa não é portar símbolos de força e ser considerado um virtuoso mas sim viver um propósito e realizá-lo em sua plenitude: muitos encarnados não são portadores de símbolos de força (conquistados em vidas passadas de sucesso), mas mesmo assim estão realizando uma encarnação primorosa na experiência atual e isso é o que mais importa.
As chances que O Grande Espírito Criador nos dá são infinitas.
Iniciados com três ou mais símbolos de força são normalmente dotados de potenciais que se manifestam na forma de projetos de grande repercussão que afetam positivamente a vida de muitas pessoas.
Que cada um possa encontrar o virtuoso que existe dentro de si. E que cada um possa construir seus símbolos de força vivendo seus propósitos e ativando seus NECs.
Nada é mais desgastante que uma árvore que produz frutos para serem desperdiçados.
Uma virtude no coração de um ser é como um fruto que deve ser oferecido para consumo.
As virtudes foram feitas para serem consumidas assim como a fruta que nasce de sua árvore.
Sentimentos bons necessitam ser expressados sempre porque só assim poderemos aniquilar os ruins. É a balança da vida, que precisa ser conduzida com sabedoria, porque, quando colocamos pesos apenas no lado negativo, então o positivo sucumbirá. Simples assim é a matemática da sabedoria. Portanto viva o seu lado luz se você não quiser que a sombra exista com tanta força. Acreditar que a sombra é maior que a sua luz é como aceitar que a criatura não tem um criador: uma incoerência.
Definitivamente o que importa não é ser um portador de inúmeros símbolos de força, mas que viva uma vida com base em valores elevados sintonizadas com a real finalidade de sua existência que é a expansão do amor, a cura das emoções inferiores, a harmonização nas relações com todos os seres e a geração de atitudes voltadas para o Bem Maior.
O que faz de você um iniciado é o seu conjunto de valores, seu padrão moral e suas atitudes voltadas à construção de um estilo de vida que produza melhoras em si próprio e em terceiros e que ajude a expandir o Amor sobre a face da Terra.
Você sendo ou não um portador de um ou mais símbolos de força, nada mudará se você não viver o seu propósito na sua existência. Somos sempre nós que decidimos, somos nós que aceitamos ou não a sintonia com os valores espirituais e com a missão que desejamos realizaar.
Quando você viver assim viverá o seu melhor pois encontrará a sua mais nobre face já que ao olhar-se no espelho verá o "rosto de Deus" refletindo o seu próprio rosto; e o melhor, não se envaidecerá por isso; apenas expressará a sua gratidão.

O jovem amante e a criada desdenhosa

Ele
Ah, se vieres comigo, meu amor!
Ah, e se quiseres, amor, ser minha?
Pois eu te darei, meu amor,
Belos laços e renda da boa.
Te porei, amor, nos meus joelhos,
E cantarei doces canções para ti, para ninguém além de ti.
Mas escuta! Escuta! Escuta!
A cotovia alada.
Escuta a rolinha que arrulha!
E o brilhante narciso
Cresce nos baixos do rio,
Então vem e sê meu amor.

Ela
Agora afasta-te, meu belo jovem;
Agora afasta-te, te digo;
Porque meu amor verdadeiro nunca será teu,
Portanto é melhor não ficares.
Não és o melhor rapaz para mim,
E vou esperar até um rapaz melhor chegar.
Mas escuta! Escuta! Escuta!
A cotovia alada.
Escuta a rolinha que arrulha!
E o brilhante narciso
Cresce nos baixos do rio,
Então vem e sê meu amor.

Ele
Vou logo procurar outra dama bonita,
Pois muitas donzelas posso achar,
E como não ficarás comigo,
Por ti não vou me apaixonar.
Porque nunca um botão é tão raro no campo,
Podemos achar outros tão belos.
Mas escuta! Escuta! Escuta!
A cotovia alada.
Escuta a rolinha que arrulha!
E o brilhante narciso
Cresce nos baixos do rio,
Então vem e sê meu amor.

Ela
Jovem, não te vás tão depressa
Outra donzela procurar.
Acho que falei depressa demais,
E nem ainda me decidi,
E se quiseres comigo ficar,
A nenhum outro, doce jovem, vou amar...

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

As coisas sempre foram assim

“ Um grupo de cientistas colocou cinco macacos em uma gaiola e, no meio desta, uma escada com bananas em cima. Toda vez que um dos macacos começava na subir a escada, um dispositivo automático fazia jorrar água gelada sobre os demais macacos.

Passado certo tempo, toda vez que qualquer dos macacos esboçava um início de subida na escada, os demais o espancavam (evitando assim a água gelada).  Obviamente, após certo tempo, nenhum dos macacos se arriscava a subir a escada, apesar da tentação.

Os cientistas decidiram então substituir um dos macacos. A primeira coisa que o macaco novo fez foi tentar subir na escada. Imediatamente os demais começaram a espancá-lo. Após várias surras o novo membro dessa comunidade aprendeu a não subir na escada, embora jamais soubesse por que.

Um segundo macaco foi substituído e ocorreu com ele o mesmo que com o primeiro. O primeiro macaco que havia sido substituído participou, juntamente com os demais, do espancamento.

Um terceiro macaco foi trocado e o mesmo (espancamento, etc) foi repetido. Um quarto e o quinto macaco foram trocados, um de cada vez, com intervalos adequados, repetindo-se os espancamentos dos novatos quando de suas tentativas para subir na escada.

O que sobrou foi um grupo de cinco macacos que, embora nunca tenham recebido um chuveiro frio, continuavam a espancar todo macaco que tentasse subir na escada.

Se fosse possível conversar com os macacos e perguntar-lhes por que espancavam os que tentavam subir na escada … Aposto que a resposta seria:

“Eu não sei. Essa é a forma como as coisas são feitas por aqui.”

Isso, ou esse comportamento, essa resposta, não te parecem familiar?”

"É mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito." Albert Einstein

A visão das coisas

Conta uma popular lenda do Oriente Próximo, que um jovem chegou à beira de um oásis junto a um povoado e aproximando-se de um velho perguntou-lhe:
- "Que tipo de pessoa vive neste lugar ?

- "Que tipo de pessoa vivia no lugar de onde você vem ?" -

perguntou por sua vez o ancião.

- "Oh, um grupo de egoístas e malvados. - replicou o rapaz - Estou satisfeito de haver saído de lá."

A isso o velho replicou:

- "A mesma coisa você haverá de encontrar por aqui."

No mesmo dia, um outro jovem se acercou do oásis para beber água e vendo o ancião perguntou-lhe:

- "Que tipo de pessoa vive por aqui ?"

O velho respondeu com a mesma pergunta: - Que tipo de pessoa vive no lugar de onde você vem ?

O rapaz respondeu:

- "Um magnífico grupo de pessoas, amigas, honestas, hospitaleiras.

Fiquei muito triste por ter de deixá-las".

- "O mesmo encontrará por aqui"- respondeu o ancião.

Um homem que havia escutado as duas conversas perguntou ao velho :

- "Como é possível dar respostas tão diferente à mesma pergunta?

Ao que o velho respondeu :

- "Cada um carrega no seu coração o meio ambiente em que vive.

Aquele que nada encontrou de bom nos lugares por onde passou, não poderá encontrar outra coisa por aqui.

Aquele que encontrou amigos ali, também os encontrará aqui porque, na verdade, a nossa atitude mental é a única coisa na nossa vida sobre a qual podemos manter controle absoluto".

Uma folha não cai do galho de uma árvore sem uma razão

Uma breve história irá  ilustrar esse princípio. Um dia uma folha caiu em uma floresta da Califórnia.  Caiu ao solo, e uma lagarta verde, que avançava aos poucos pelo caminho, teve  que se desviar bruscamente da folha. A lagarta subiu em uma tora de árvore.  Quando ela atingiu o topo da tora, um homem se aproximou e ali se sentou,  esmagando-a. Ele deu um pulo e sentiu a gosma na calça. Ao voltar para casa,  ele mudou de roupa e levou a calça para a lavanderia local. Lá encontrou uma  jovem, começaram a conversar, e depois foram juntos até a cafeteria mais próxima. Passaram a se encontrar, se apaixonaram, casaram e tiveram um filho.
Esta criança, por ser muito inteligente, foi um ótimo aluno na escola,  formou-se em advocacia e entrou para a política, crescendo em seu partido.
Assim, porque um dia uma  folha caiu na floresta, Richard Nixon, tornou-se o 37o presidente dos Estados  Unidos. Causa e efeito.

Dois vendedores

Dois vendedores, Tom e Jerry, esquiavam nas montanhas quando avistaram um urso que andava à procura de alimento. Ao mesmo tempo, aparentemente, o urso os avistou e, virando-se, começou a caminhar em sua direção.
- Olha lá aquele urso – disse Tom. – O que ele come ?
 Jerry, que se orgulhava de sempre saber tudo, respondeu:
 - Alguns ursos preferem frutas silvestres e mel, mas aquela espécie ali é carnívora.
 - O que significa isso ?
 Jerry sempre suspeitara que Tom não fosse muito inteligente. Achava que ele deveria estudar mais e observar mais os fatos, mas Tom preferia ouvir o que seus clientes diziam e imaginar novas formas pelas quais poderiam beneficiar-se com seus produtos.
 - Carnívoros significa que o urso come carne – disse Jerry.
 - Quer dizer que ele come gente ?
 - É.
 - Não tem nenhuma árvore aqui por perto; é melhor corrermos.
 Jerry então começou a fazer um sermão :
  - Aquele urso é capaz de correr a uma velocidade de trinta quilômetros por hora, e suas pernas são tão fortes que ele pode acelerar muito mais depressa do que um ser humano; portanto, não vai adiantar nada tentar fugir correndo.
 Tom sentou-se, descalçou as botas de alpinismo, tirou os tênis da mochila e começou a calçá-los.
 - Por que é que você esta fazendo isso ? – perguntou Jerry. – Acabei de dizer que você não vai conseguir correr mais do que o urso.
- Não preciso correr mais que o urso. Basta eu correr mais do que você!

Uma lição para meditar

Álvaro trabalhava em uma empresa. Funcionário sério, dedicado, cumpridor de suas obrigações e por isso mesmo já com seus 20 anos de casa.

Um belo dia, ele vai ao dono da empresa para fazer uma reclamação:

- Meu patrão, tenho trabalhado durante estes 20 anos em sua empresa com toda a dedicação, só que me sinto um tanto injustiçado. O Jucá, que está conosco há somente 3 anos, está ganhando mais do que eu. O patrão fingindo não ouvi-lo disse:

- Foi bom você vir aqui. Tenho um problema para resolver e você poderá fazê-lo. Estou querendo dar frutas como sobremesa ao nosso pessoal após o almoço hoje. Aqui na esquina tem uma barraca. Vá até lá e verifique se eles têm abacaxi. Álvaro, sem entender direito, saiu da sala e foi cumprir a missão. Em cinco minutos estava de volta.

- E aí Álvaro? - perguntou o patrão

- Verifiquei como o senhor mandou. O moço tem abacaxi.

- E quanto custa?

- Isso eu não perguntei não.

- Eles têm quantidade suficientes para atender a todos os funcionários? -quis saber o patrão.

- Também não perguntei isso não.

- Há alguma fruta que possa substituir o abacaxi?

- Não sei não.

- Muito bem Álvaro. Sente-se ali naquela cadeira e me aguarde um pouco. O patrão pegou o telefone e mandou chamar o Jucá. Deu a ele a mesma orientação que dera ao Álvaro. Em oito minutos, o Jucá voltou.

- E então? - indagou o patrão.

- Eles têm abacaxi, sim. Em quantidade suficiente para todo nosso pessoal e se o senhor preferir, têm também laranja, banana, melão e mamão.

O abacaxi estão vendendo a R$1,50 cada; a banana e o mamão a R$1,00 o quilo; o melão R$1,20 a unidade e a laranja a R$20,00 o cento, já descascada. Mas como eu disse que a compra seria em grande quantidade, eles me concederão um desconto de 15%. Deixei reservado. Conforme o Senhor decidir, volto lá e confirmo - explicou o Jucá.

Agradecendo pelas informações, o patrão dispensou-o.

Voltou-se para o Álvaro, que permaneceu sentado ao seu lado e perguntou-lhe:

- Álvaro, o que foi que você estava mesmo me dizendo?

- Nada sério não patrão. Esqueça. Com sua licença.

E o Álvaro deixou a sala.


Moral da história: "As pessoas podem se destacar, mesmo quando encaram um abacaxi ". Lembre-se sempre devemos fazer mais do que nos pede, esta mensagem serve pra nossas vidas, pois um amigo vale mais do que tudo, porque ao invés de ficarmos cobrando não fazemos o melhor, por este motivo existe pessoas que se tornam mais nossas amigas pois, elas se destacam entre algumas que estão ao nosso lado há anos.

Sufi Bayazid e sua oração

Sufi Bayazid diz seguinte de si mesmo:
Na juventude eu era um revolucionário e rezava assim:
“Deus, dai-me energia para mudar o mundo!”
Mas ao chegar à meia-idade, percebi que metade da vida já havia se passado sem que eu tivesse mudado homem algum. Então mudei a minha prece, dizendo ao Criador:
“Dai-me a graça, Senhor, de transformar os que vivem comigo dia a dia, como a minha família e meus amigos; com isso já estarei satisfeito...”
Agora que sou velho e tenho os dias contados, percebo bem quanto fui tolo rezando assim. Minha oração agora é apenas esta:
“Dai-me a graça, Senhor, de mudar a mim mesmo”
Se eu tivesse rezado assim, desde o princípio, não teria desperdiçado a minha vida.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Cinira Riedel De Figueiredo - Leis Ocultas Para Uma Vida Melhor 1955

Está chegando o momento de sentir o homem, em sua mente e coração, as responsabilidades que lhe cabem como precursor de um novo século que erguerá a bandeira do amor e da verdade e terá como lema a cooperação em vez da competição. O individualismo vai aos poucos cedendo seu lugar ao cooperativismo, e do entrelaçar da vida física, emocional e mental entre os homens de todas as nações virá o almejado sonho de todos os instrutores espirituais: "amai-vos uns aos outros como eu vos amei".
No entanto tudo quanto está por vir depende de nossa própria criação; é o fruto que será colhido por aqueles que plantaram a árvore em terreno fértil e dela cuidaram com carinho e devoção. Sem isto os dias irão se sucedendo sem que a flor maravilhosa do novo ciclo venha engalanar as frontes juvenis que a aguardam, ansiosas e em luta para o início de uma nova forma de viver dentro dos princípios da fraternidade universal.
Para que o apagar das luzes deste século não vá criar sombras ao século vindouro faz-se mister que cada indivíduo sinta a sua imensa responsabilidade. É do reto cumprimento do dever de cada um, responsável por si e pela sociedade de que faz parte, que há de nascer a Nova Civilização, sem guerras e sem lutas.
Estamos todos conscientes de que somos uma enorme família humana, residindo em qualquer parte ou país, pertencente a esta ou aquela raça ou religião.
Conhecemos o papel que estamos representando no cenário do mundo e portanto cabe a cada um sentir o dever de se sair bem. - Não queremos, naturalmente, ao reentrarmos em cena no século vindouro (karma e reencarnação: leis naturais!), sofrer as consequências dos erros e falta de senso de responsabilidade que agora tivemos.
A Vida é como uma máquina em constante movimento. Não podemos nos descuidar do seu mecanismo pois corremos o risco de nela nos ferirmos. O homem que se descuida de sua máquina pessoal, que é a sua Personalidade, corre o risco de prejudicar-lhe o funcionamento, e o Grande Artista, que é o seu Espírito, não poderá se manifestar. Em tempo algum foi tão importante o zelo pela boa formação da Personalidade humana como na época atual.
De todos os seres existentes neste planeta, diz-se que o gênero humano é o maior responsável pelo desenvolvimento e crescimento das formas; somos os verdadeiros representantes de Deus na Terra porque trazemos ligada à nossa mente e coração aquela Centelha Divina feita à Sua Imagem e Semelhança.
De cada homem e mulher depende o aprimoramento de tudo quanto nasce, cresce, vivo e se transforma sobre a Terra, porque de fato nada morre. Que imensa responsabilidade cabe ao homem em relação aos reinos inferiores da Natureza! Assim como ajuda um filho em seu crescimento, deve ajudar a planta ou o animal com o mesmo carinho e dedicação a seguir a sua rota na senda da Evolução.
Quando nos aproximamos de uma mata virgem ou de um jardim cultivado, invade-nos a alma uma sensação de paz e bemaventurança. Na Natureza encontramos o maior estímulo para o nosso trabalho. Ela nos dá o exemplo de serviço ao próximo sem pedir nada de volta. A Natureza é como a Criança. Não tem noção da sua responsabilidade no papel que representa perante Deus, e na sua inconsciência, sofrendo as agruras e ingratidões dos homens, está sempre lhes dando perfume e beleza: uma frondosa árvore abriga tanto o rico como o pobre, o santo como o criminoso, sem pedir-lhes conta do que fazem. A música entoada pelo farfalhar da brisa ou pelo deslizar do córrego é uma canção que enleva a alma e afasta dores e apreensões.
O que ela não possui na sua pureza e virgindade compete ao homem orientá-la, guiando-lhe os passos sem sacrificar sua beleza original. Quantas plantas não vemos mais belas e aperfeiçoadas pela mão humana que lhes dedica carinho e verenação! Quantos animais não se aproximam da individualização graças ao amor do seu dono! É preciso no entanto auxiliá-los sem interferir de maneira brusca que lhes prejudique a evolução normal.
Educar-se um animal a chicote para à sua custa ganhar dinheiro, prenderem-se pássaros para deliciar os ouvidos com o seu gorgeio, sacrificarem-se plantas pelo prazer brutal de destruir, tudo isto é contra as Leis Naturais e o homem receberá em troca consequências más de seus maus atos. Guiá-los porém dando-lhes formas-pensamento de bondade que eles recebem e delas se aproveitam para a sua evolução é o caminho certo.
A Vida se manifesta através da Forma e portanto quando surge uma Nova Era é preciso que as Formas se aprimorem para a Vida se manifestar melhor.
Que as crianças sejam melhor tratadas e educadas a fim de que quando adultas possam representar melhor o Espírito da Nova Raça; - É bem verdade que tudo isto está sendo em grande parte apenas pregado pelos pioneiros da Nova Civilização, que se encontram tanto em meio de educadores como de cientistas e religiosos. Suas palavras são sons que fixam na atmosfera, e outros virão com maior poder, encontrarão uma sociedade melhor organizada e realizarão este Ideal.
O findar deste século está sendo marcado pela luta do Velho contra o Novo. É preciso porém que o homem atual não se esqueça de que ele é o maior ou único responsável pelo fruto que vai colher a futura geração.
Dediquemos neste fim de século toda a atenção à nossa responsabilidade para com as gerações vindouras, e conhecedores de certas Leis Naturais (chegaremos lá!) que regem os destinos do homem e do universo, ponhamo-nos em campo, no afã de bem servir o próximo, e leguemos à humanidade o que de bom colhemos das gerações passadas. O Conhecimento das Leis Sábias da Evolução, Reencarnação e Karma, que tanto nos serviu para melhor compreendermos esta dolorosa desigualdade social e o aparente desequilíbrio do nosso século, será o Guardião das Gerações Futuras, que dele se servirão para estabelecer o reinado da harmonia e da paz.

Três leis básicas regem os destinos da humanidade: A Lei da Evolução, A Lei da Reencarnação e A Lei do Karma (ou Carma).
O conceito destas Leis, como reguladores dos destinos tanto dos homens como do universo e de tudo quanto nele nasce, cresce, vive e morre, abre-nos um panorama da Vida, iluminado por uma alegria e paaz interiores, que é produto da compreensão inteligente dos problemas comuns a toda a humanidade.
O homem desde os primórdios de sua existência terrena trouxe a concepção de um universo estático onde ele deixou de ser agente para tornar-se paciente, sujeito a todos os acontecimentos que o cercam e dominam no decorrer dos séculos e milênios. Esta ideia, lançada geralmente pelas religiões, tornou o homem inativo, um mero espectador à espera do desenrolar de um quadro, na certeza de que a sua vez chegará, onde a cena se desenvolve já sabida e preparada. Este conceito errôneo arrasta a humanidade para um sempre crescente acumular de dívidas em vez de libertar-se delas. - E como resultado a vida se transforma frequentemente ora em drama, ora em comédia, perdendo o seu objetivo real. Inconsciente das suas próprias responsabilidades, vai o homem como o nadador que segue a correnteza sem fazer esforço. E daí provém o conceito falso da passividade e inércia de Deus, a atuar como protetor ou juiz dos seus filhos e a viver permanentemente nos premiando ou castigando conforme sejam bons ou maus os nossos atos. -
A ideia de um universo estático desapareceu com o desenvolvimento da Ciência. O sentido dinâmico do universo trouxe como consequência uma nova concepção de Deus e da Natureza do homem. Se o homem foi feito à imagem do seu Criador conforme rezsam os textos sagrados, ele é um ser criativo e destrutivo ao mesmo tempo. É deste conceito que aparece uma nova ideia de Deus e do Homem e surge um Novo Mundo onde o Ser Humano deixa de ser simples ator para ser o Criador Do Seu Próprio Destino.
Descobre que está andando ora mais depressa, ora mais vagarosamente; com flores ou espinhos colocados por ele mesmo, arrancando espinhos ou gozando o perfume da flores, o homem caminha sem desânimos procurando segundo as suas forças as ascensões mais rápidas ou as estradas mais suaves, na certeza de que dele depende o atingimento da paz e da felicidade; dentro do Tempo e do Espaço somos verdadeiros caranguejos a carregar nas costas a nossa casa, andando ora para a frente e ora para trás.
Esta Personalidade obedece aos ditames de uma Consciência Superior que se desperta poderá levá-lo ao cume da montanha com a mesma suavidade com que um barco se desliza em um lago azul, manso e sereno.
Sob dois aspectos podemos encarar a Lei da Evolução. Primeiramente pela descida do Espírito à Matéria, ou melhor, pelo seu mergulhar na Forma, e segundo pela libertação da mesma.
Perguntar-se-ia naturalmente o porque dessa limitação para depois libertar-se, ao que responderíamos que Nada Cresce Ou Se Desenvolve Sem Ser Pelo Esforço Próprio. Quando conscientes disso, compreendem as palavras de Jesus: "sede perfeitos como perfeito é o Vosso Pai que está no Céu".
O Estudo e Conhecimento da Lei da Evolução, a ciência de que a alma se desenvolve ou melhor se desabrocha neste círculo criador por ela mesma até libertar-se dele dá ao espírito elementos para seguir a linha reta, o caminho sem curvas, e não se prender em filosofias falsas ou dogmas religiosos. É a lei magna e primordial de que dependem outras leis que regem o destino do homem e do universo.
A Lei da Reencarnação não foi como muitos supõem uma descoberta do século passado. Desde tempos imemoriais que a história, as religiões e as filosofias, das mais antigas no oriente e no ocidente, falam que as almas renascem em corpos mortais. Se lermos as escrituras antigas, bem como a literatura dos povos de antanho, veremos que basearam a sua filosofia, religião e mesmo arte nesta Lei Maravilhosa que não limita a vida espiritual entre o berço e o túmulo. -
No século passado o Espiritismo e a Teosofia franquearam ao mundo o Conhecimento desta Lei. Como consequência a humanidade atual adquiriu um Novo Conceito da Vida e uma Nova Concepção dos Problemas Religiosos e Sociais. Aceitando essa Lei o homem tem diante de si um caminho mais amplo a seguir, uma nova investidura que o leva ao sentido real dos princípios da fraternidade e igualdade. Consciente de ser uma alma em evolução, cria um corpo provisório para a sua manifestação dentro de determinado número de anos e continua a sua jornada em outros corpos de sua criação.
A alma sente a responsabilidade que lhes cabe no momento em que está encarnada, pois está preparando ou organizando uma sociedade na qual ela mesma novamente viverá. Estabeleceu também um sentido verdadeiro de justiça e igualdade. Sabe que se semear ventos colherá tempestades e que se semear boas árvores frutíferas colherá bons frutos.
Está igualmente ciente de que todos somos iguais, porque a cor da pele, a raça ou a nação em que ela nasce ou o sexo a que pertença são formas suscetíveis de mudança rápida de uma encarnação para outra, podendo sofrer as consequências do mau uso ou abuso de sua raça, sexo ou posição social.
Podemos afirmar que no século XXI a situação do mundo será estabelecida em bases totalmente diferentes das que predominam nos nossos dias, e que isto se dará em grande parte em consequência desta Lei se tornar acessível às mentes dos homens de todas as religiões e de cair no Domínio Público. Esta Lei é a força motora da transformação social que pouco a pouco está unindo as religiões e estabelecendo um novo modo de vida em todos os ambientes e em todas as classes sociais. De uma forma geral, sem preocupação de como se processa neste ou em outros mundos, ela vai realizando o seu objetivo e impelindo a humanidade para dias melhores.
A vida de uma alma é como a existência da lagarta que desejando o contato mais direto com o sol e a Terra, gera em meio de uma casca para dela se libertar depois pelo próprio esforço.
A alma quando está fora do corpo, embora goze de liberdade maior do que encerrada nele, sente o desejo de reencarnar. Encaminha-se para uma morada terrena porque aqui tem deveres a cumprir e dívidas a pagar. A Reencarnação é Lei Compulsória para a Alma enquanto ela tiver Karma a esgotar, sendo portanto infantil a idéia de que não mais voltaremos a este mundo segundo o nosso desejo pessoal.
Neste vaivém constante da alma trocando corpos, existe uma continuidade ou sequência que a leva sempre para a frente. Não há possibilidade de retrocesso e embora numa existência os erros pessoais sejam graves e os males causados a outrem os piores possíveis, ela estará progredindo sempre. - Os erros praticados formam o mau karma para a encarnação futura, bem como os sentimentos de Amor levarão a alma para mais perto de seu Cristo Interior.
O que diferencia o animal do homem é que o primeiro vive unicamente do instinto ao passo que o segundo, mesmo selvagem, possui uma consciência individual mais ou menos desenvolvida. De experiência em experiência, de erro em erro, de luta em luta e de dor em dor, ele vai sentindo a responsabilidade individual e vida após vida melhora as suas condições kármicas. - Com o decorrer dos séculos vai-se modificando e aquele selvagem semi-animal se transforma no pai amoroso e gentil, no esposo afetuoso, na mulher dedicada e carinhosa, até se tornar um Grande Ser, amante e auxiliar de toda a humanidade.
Esta Lei é Compulsória como já dissemos, porém não por imposição de Deus e sim por criação nossa. Só o homem cria a obrigatoriedade dessa lei e só ele pode libertar-se dela. Nem deuses ou santos, súplicas ou pedidos, desejos ou anseios de à Terra não mais voltar realizarão este objetivo. Só uma vida completamente liberta do Eu Pessoal após a extinção de todo Karma acumulado dará ao homem o poder de libertar-se da escravidão terrena, em cujas gaiolas se fechou por sua vontade própria. -
Em gaiolas douradas ou de ferro, em ambientes bons ou maus, em raça branca ou preta, ele é o único responsável pela sua situação; esta é a Lei Maravilhosa que auxilia o homem a ir se libertando de seus erros e adquirindo as qualidades necessárias. Não fosse ela, como poderíamos aceitar a Justiça Divina se uns nascem em mansardas infectas e outros em berços de cetim? Quando uns vêm à Terra coroados, outros escravos? Quando alguns vêm com aptidões artísticas e inteligência clara e lúcida, e outros como imbecis?
Como poderíamos compreender a Lei da Evolução sem a sua Correspondente Lei da Reencarnação? Estas considerações nos levam a uma clareza interior proveniente não de crença ou aceitação dogmatizada de qualquer doutrina, mas de um raciocínio lógico resultante de um Esclarecimento Espiritual, conquistado pelo próprio indivíduo.
A Lei da Reencarnação, criteriosamente concebida e aceita por investigação pessoal, vem resolver problemas sociais e religiosos: Imaginemos um governante que tenha em suas mãos o destino de uma nação e de milhões de indivíduos e esteja ligado internacionalmente a outros povos e nações com poderes muitas vezes de influir em seus destinos. Se ele soubesse e tivesse real consciência de que a Morte é uma ilusão e de que à Terra voltaria nascendo nesse ou naquele país, nesta ou naquela raça, jamais seria, como tem sido muitos deles, perseguidor de povos e de raças. Sentiria na sua carne antecipadamente o efeito de sua Ação e mudaria naturalmente de atitude. Se ele soubesse que decretando a pena de morte a um ser humano, estaria possibilitando a sua volta à Terra como filho talvez do mártir que tanto poderia perdoá-lo como tornar-se seu algoz, desapareceriam todas estas Leis Desumanas Contrárias às Leis Divinas.
Se toda a nossa organização social fosse baseada no Conhecimento das Leis Da Evolução, Reencarnação e Karma, o mundo já estaria em condições melhores de entendimento pessoal e coletivo.
A teoria desta Lei Sábia, Poderosa e Infalível (a Lei Da Reencarnação) está se infiltrando em todas as religiões e filosofias e está sendo o Edifício Cultural da tão falada Nova Era, em que o Espírito de Competição terá cedido seu lugar ao de Cooperação. - Queiram ou não os homens que tem interesse particular em não deixá-la cair no Domínio Público, estas forças serão insuficientes para detê-la: as almas que atualmente se reencarnam já são conscientes de suas vidas anteriores, e basta uma simples leitura ou uma conversa comum para despertar na consciência vigílica aquilo que já fazia parte do seu subconsciente.
O estudo das religiões e filosofias orientais que felizmente tem invadido o ocidente bem como o da antiga literatura grega, principalmente de Pitágores, Sócrates e Platão, tão repletas das ideias reencarnacionistas iniciáticas, vem contribuindo para a revolução mental do nosso século. Tudo isto nos leva a crer que a generalização do Conhecimento da Lei da Reencarnação está contribuindo poderosamente para o despertamento do Novo Mundo, o surgir de uma nova aurora e o reinado da harmonia e paz entre os povos e nações.
Muito ao contrário do que se imagina, como consequência de certos ensinos religiosos de que para cada corpo é criada uma alma na hora do seu nascimento, são as almas que criam corpos, uns após outros, para a sua manifestação no mundo da Matéria. A ligação da alma com a Terra se faz por meio da sua Personalidade. A própria alma a constrói para por seu intermédio poder descer aos mundos inferiores e ir aos poucos dele se libertando, enriquecida de qualidades e poderes próprios. A Personalidade é constituída dos corpos físico, emocional e mental: a Personalidade ou a pessoa que representa o Verdadeiro Eu durante toda a encarnação é formada pelo corpo físico com o seu duplo etérico mais o corpo de matéria astral e o corpo mental. Estes três corpos são formados em cada encarnação e por serem mortais desaparecem depois de terem realizado o seu trabalho em cada existência (na Natureza nada se perde, tudo se transforma!).
Quando uma pessoa tem sentimentos belos e nobres está contribuindo para a melhoria da matéria astral do planeta Terra, porque o seu corpo astral é um empréstimo dela. E quando este corpo astral se desfizer ou abandonar este plano, a matéria que lhe foi emprestada voltará ao grande laboratório astral da Terra, porém refinada e melhorada, contribuindo para a sua elevação. É como se uma pessoa nos empresta um objeto e nós o limpamos, cuidamos, tornamos brilhante e lho devolvemos em condições melhores, retribuindo-lhe assim a gentileza com outra gentileza. Se lho devolvemos sujo e estragado, lhe retribuimos a gentileza com uma grosseria. Esclarecido isto vemos que a Reencarnação das almas contribui não apenas para a evolução individual dos Egos que se manifestam, como também para a evolução da matéria astral do planeta que habitamos.
Morremos portanto 3 vezes cada encarnação, porém enquanto não nos libertamos dela (porque temos karma a resgatar), nosso ego recolhe um átomo permanente que registra os acontecimentos de nossa vida terrena e serve como liame de nossas existências para ser cumprido o nosso karma.
O ego liberto dos corpos com os quais trabalhou, gozou e sofreu durante a existência física, emocional e mental é de novo atraído à Terra e tem que constituir novos corpos para a sua manifestação. Esta atração está na razão direta do material que ele devolveu aos mundos que habitou. Se devolveu ao mundo mental, melhorado, o material adquirido para a última existência, receberá material melhor para a formação do seu novo corpo mental e terá melhores possibilidades mentais na futura encarnação. Se devolveu ao mundo astral material melhor também do que o adquirido, poderá obter outro ainda melhor para a formação do novo corpo astral. O mesmo se dá com o físico: se cuidou dele e não o prejudicou com os abusos de um ébrio ou algum degenerado, naturalmente atrairá matéria etérica para formar um novo duplo etérico do qual o novo corpo físico será a reprodução. Mas se estas condições forem contrárias, seus corpos trarão limitações tremendas, lutas incontáveis que ele mesmo terá que vencer para melhorá-las na próxima existência.
Uma criança quando nasce reflete uma continuação daquilo que já foi na vida passada, embora completamente diferente a sua raça, sexo ou nacionalidade. O Karma pode levá-la para países longínquos em meios diferentes, porém aquela continuidade existirá sempre, em sua evolução normal.
Das três Leis que regem os destinos do homem e do universo - evolução, reencarnação e karma - a do Karma é a reguladora das outras duas.
Karma é uma palavra sânscrita dificilmente traduzível que significa ao mesmo tempo ação e reação. É a Lei de causa e efeito enunciada pelos ditos populares: "quem semeia ventos colhe tempestades"; "uma boa árvore só pode produzir bons frutos". Ao homem traz ela a consciência de que uma folha não cai do galho de uma árvore sem uma razão e de que nenhuma palavra má deixa de criar consequências funestas. Da mesma forma, um simples sorriso enviado a alguém produz momentos de alegria a quem o enviou.
Consciente desta Lei a atitude humana deve se modificar naturalmente. É o seu esquecimento ou ignorância o produtor das lutas e guerras.
Se ao organizarmos um pomar ou um jardim depositarmos sob a terra sementes ruins, colheremos maus frutos ou nem mesmo colheremos porque não vingarão e o resultado será a miséria e a fome. Também se a humanidade atual compreendesse que todas as misérias, fome, dor, luto e desemprego é resultante do seu Karma e não da Vontade De Deus e que ela própria é a responsável por tudo quanto lhe acontece, seria mais previdente e evitaria de continuar esta interminável luta. Todavia ignorante disto e semeando mal, aumenta cada dia mais as possibilidades de transmitir às gerações futuras, reencarnação das gerações presentes, maiores aflições e situações difíceis.
Vemos então que as reencarnações de uma alma bem como a sua situação favorável ou desfavorável depende unicamente dela mesma; só quando libertar de seu Karma é que o homem se libertará das reencarnações (samsara).
Quão mal compreendida tem sido esta Lei! Uns a tomam passivamente, tudo explicando pelo Karma. Aceitam as suas consequência sem o espírito analítico e entregam-se ao sofrimento com as clássicas palavras confortadoras, mas também estagnadoras: "É o meu Karma"; "Deus assim o determinou"; "Seja feita a Sua vontade".
Não é somente a sementeira que produz maus frutos; a inércia também os gera, e às vezes piores. - Para libertar-se do Karma, cabe-lhe agir sempre no sentido de aproveitar todas as oportunidades de bem servir. Quando o indivíduo age bem, não só cria bom carma futuro, como anula maus karmas anteriores. Assim, se um homem que por haver pecado pelo egoísmo sofre as consequências numa limitação pessoal esforça-se por ser útil em vez de se conformar passivamente com a sua limitação, melhora suas futuras possibilidades cármicas. Colaborando na evolução alheia libera forças que poderão muito antes do que se espera libertá-lo do mau karma com benéficos reflexos em sua vida material, moral, intelectual e espiritual.
Não é portanto tão difícil ao homem libertar-se de seu mau karma e ao mesmo tempo tornar-se útil à sociedade que ele prejudicou no passado.
Os dois motivos que os arrastam para esta situação são como dissemos não apenas a prática de más ações, mas também a inércia.
Quando age egoisticamente em benefício próprio muitas vezes prejudicando os outros, o indivíduo faz mau karma. E como toda ação gera uma reação, sua atitude lhe trará como resultado o sofrimento que o levará aparentemente para trás, porém este sofrimento o impulsionará novamente para a frente. É como o corredor que dando um passo atrás ganha força e muitas vezes consegue vencer passando outros que o precedem. - Pior colheita é a daquele que com medo de perder permanece passivo!
Se os nossos sentimentos e pensamentos vão melhorar as condições astral e mental do planeta que habitamos, é lógico que a evolução de uma humanidade se desenvolve tanto individual como coletivamente. - Assim como um de nossos órgãos que esteja doente prejudica os outros, também cada indivíduo que compõe a sociedade e se degenera está contribuindo para o prejuízo geral. Da mesma forma, cada indivíduo que se destaque socialmente e se torne um pioneiro de ideias ou ações que favoreçam a execução do plano estabelecido por Deus para os homens estará colaborando na melhoria social e auxiliando a redenção do mundo. Na menor palavra, sentimento ou pensamento bom ou mau, ele está movimentando a matéria de qualquer um desses planos da Personalidade e criando karma.
A ação e reação do karma agem independentemente nos três planos/corpos/mundos: o físico, o emocional e o mental ou ação, sentimento e pensamento. Daí a existência de karma físico, emocional e mental, que podem diferir entre si:
Se um indivíduo dá uma esmola apenas com a mão sem sentir a dor do humilde que se arroja aos seus pés nem lhe dirigir um pensamento de amor e simpatia, podendo mesmo desejar livrar-se dele, fez naturalmente um bom karma material. O que ele deu lhe será devolvido em condições materiais favoráveis, pois a Lei age direta e independentemente em cada plano; mas tendo endurecido o mental e o astral, serão ruins seus karmas astral e mental, trazendo-lhe deficiências mentais e morais para a próxima existência. É por esta razão que encontramos pessoas ricas e infelizes, limitadas moral e mentalmente. O mesmo se dá com pessoas pobres, com o coração cheio de amor e desejosas de dar aquilo que não possuem.
Dos três karmas, o que merece nossa maior atenção é o mental. Como a matéria do plano mental é mais sutil, ela age com mais rapidez do que a astral e a física; portanto é mais fácil realizar bom karma mental do que os outros, mas também é mais fácil realizá-lo mau. O homem pensa, sente e age ao mesmo tempo, mas foi o pensamento que, embora inconscientemente, guiou o sentimento e a ação.
Um indivíduo com mau karma físico ou emocional, porém com boas possibilidades mentais, poderá vencer o karma com toda a rapidez; ao passo que o dotado de bom karma físico e emocional mas limitado mentalmente terá que pagar "olho por olho e dente por dente" até que seja capaz de atuar mentalmente para modificar as suas condições físicas e emocionais.

Grupo Evangelizar É Amar - O Chamado 2010


Esquece o tempo
Preocupado em teres o que os outros têm
Facilidades que na aparência os tornam mais felizes
Seja grato por sua vida
Creia em Deus e em mim também
Valoriza com ternura a todos que te querem bem
Amar é ser mais livre e liberdade é condição
Pra alcançar felicidade, seja neste mundo ou não
Esquece o tempo dos mitos dessa ilusão constante
De que viver pro mundo era o bastante
Talvez chamar meu nome não passasse de uma simples convenção
Esquece o tempo marcado pelo orgulho e a vaidade
Erraste por não ter a humildade 
De admitir tuas faltas, de dobrar-te a um pedido de perdão
Esquece tudo e vem, senta ao meu lado
Nós precisamos conversar
Meu fardo é leve, a escolha é sua
Não perca o tempo de mudar

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Quatro imagens interessantes

Nazi
JIMI HENDRIX
Mama Mia Viviane Reis

Luciano Pavarotti - O Sole Mio 1979 1980 - Homenagem a Cristóvão Do Vale

Uma homenagem ao meu vô, Cristóvão Do Vale, um GUERREIRO VENCEDOR
Che bella cosa na jurnata 'e sole,
n'aria serena doppo na tempesta!
Pe' ll'aria fresca pare gia` na festa,
che bella cosa na jurnata 'e sole.
Ma n'atu sole cchiu` bello, oje ne', 'o sole mio, sta 'nfronte a te!
O sole, 'o sole mio, sta 'nfronte a te, sta 'nfronte a te!
Quanno fa notte e 'o sole se ne scenne,
me vene quase 'na malincunia.
Sotto 'a fenesta toia restarria,
quanno fa notte e 'o sole se ne scenne.
Ma n'atu sole cchiu` bello, oje ne', 'o sole mio, sta 'nfronte a te!
O sole, 'o sole mio, sta 'nfronte a te, sta 'nfronte a te!
"Se quer ser verdadeiramente vitorioso, vença-se a si próprio".

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Pooh - Tanta voglia di lei / Debes compreenderme 1971 1972

Cuanto siento defraudarte... 
y me puedes despreciar 
pues de pronto sé que debo dejarte 
no lo puedo remediar. 

Tú te quedas tan callada... 
no te explicas la razón 
y te sientes por mi culpa desgraciada 
sé que no tendré perdón... 

Pero debes comprenderme... si me marcho ya 
por tu bien has de dejar de quererme 
tienes que olvidar... 
Para qué fingir cariño... que no te he de dar 
porque mi destino está ya marcado 
hay en mi vida otra vida, el amor de verdad. 

Sé seguro que esta noche.... 
sin dormir la encontraré 
sé también que no me hará ni un reproche 
y perdón le pediré. 

Pero debes comprenderme... si me marcho ya 
por tu bien has de dejar de quererme 
tienes que olvidar... 

Hay en mi vida otra vida, el amor de verdad 

He sabido en un instante, 
que lo nuestro se acabó 
y comprende que lo más importante 
es el verdadero amor. 

He sabido en un instante, 
que lo nuestro se acabó 
y comprende que lo más importante 
es el verdadero amor. 

He sabido en un instante, 
que lo nuestro se acabó 
y comprende que lo más importante 
es el verdadero amor.