terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Frank Sinatra - New York, New York 1979 1980

Start spreading the news
I'm leaving today
I want to be a part of it
New York, New York

These vagabond shoes
They are longing to stray
Right through the very heart of it
New York, New York

I wanna to wake up in that city
That doesn't sleep
And find I'm king of the hill
Top of the heap

My little town blues
They are melting away
I gonna make a brand new start of it
In old New York

If I can make it there
I'll make it anywhere
It's up to you
New York, New York

New York, New York
I want to wake up
In that city that never sleeps
And find I'm king of the hill, top of the list
Head of the heap
King of the hill

These are little town blues
They have all melted away
I am about to make a brand new start of it
Right there in old New York

And you bet ... baby
If I can make it there
You know, I'm gonna make it just about anywhere
Come on, come through
New York, New York, New York

Jack London - Escritos Políticos 1905 2003

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Legião Urbana - La Maison Dieu 1996 1997

Se dez batalhões viessem à minha rua
E 20 mil soldados batessem à minha porta
Á sua procura
Eu não diria nada
Porque lhe dei minha palavra
Teu corpo branco já pegando pêlo
Me lembra o tempo em que você era pequeno
Não pretendo me aproveitar
E de qualquer forma quem volta
Sozinho pra casa sou eu
Sexo compra dinheiro e companhia
Mas nunca amor e amizade, eu acho
E depois de um dia difícil
Pensei ter visto você
Entrar pela minha janela e dizer:
- Eu sou a tua morte
Vim conversar contigo
Vim te pedir abrigo
Preciso do teu calor
Eu sou
Eu sou
Eu sou a pátria que lhe esqueceu
O carrasco que lhe torturou
O general que lhe arrancou os olhos
O sangue inocente
De todos os desaparecidos
Os choque elétrico e os gritos
- Parem por favor, isto dói
Eu sou
Eu sou
Eu sou a tua morte
E vim lhe visitar como amigo
Devemos flertar com o perigo
Seguir nossos instintos primitivos
Quem sabe não serão estes
Nossos últimos momentos divertidos?
Eu sou a lembrança do terror
De uma revolução de merda
De generais e de um exército de merda
Não, nunca poderemos esquecer
Nem devemos perdoar
Eu não anistiei ninguém
Abra os olhos e o coração
Estejamos alertas
Porque o terror continua
Só mudou de cheiro
E de uniforme
Eu sou a tua morte
E lhe quero bem
Esqueça o mundo, vim lhe explicar o que virá
Porque eu sou
Eu sou
Eu sou

Legião Urbana - As Flores do Mal 1996 1997

Eu quis você
E me perdi
Você não viu
E eu não senti
Não acredito nem vou julgar
Você sorriu, ficou e quis me provocar
Quis dar uma volta em todo o mundo
Mas não é bem assim que as coisas são
Seu interesse é só traição

E mentir é fácil demais
Mentir é fácil demais
Mentir é fácil demais
Mentir é fácil demais

Tua indecência não serve mais
Tão decadente e tanto faz
Quais são as regras? O que ficou?
O seu cinismo essa sedução
Volta pro esgoto baby
Vê se alguém lhe quer
O que ficou é esse modelito da estação passada
Extorsão e drogas demais
Todos já sabem o que você faz
Teu perfume barato, teus truques banais
Você acabou ficando pra trás

Porque mentir é fácil demais
Mentir é fácil demais
Mentir é fácil demais
Mentir é fácil demais
Volta pro esgoto baby
e vê se alguém lhe quer

A Sétima Profecia Maia

Esta profecia Maya fala-nos do momento em que o sistema solar, em seu giro cíclico, sai da noite para entrar no amanhecer da galáxia. Diz que nos 13 anos que vão desde 1999 a 2012 a luz emitida pela galáxia sincroniza todos os seres vivos e permite-lhes ascender voluntariamente a uma transformação interna que produz novas realidades; que todos os seres humanos têm a oportunidade de mudar e romper suas limitações, recebendo um novo sentido: a comunicação através do pensamento. Os homens que voluntariamente encontrem seu estado de paz interior elevando sua energia vital e levando sua freqüência de vibração interior do medo para o amor, poderão captar e expressar-se através do pensamento e assim florescerá o novo sentido. 
A energia do raio transmitido desde o centro da galáxia ativa o código genético de origem divina nos homens que estejam numa freqüência de vibração alta. Este sentido ampliará a convivência de todos os homens, gerando uma nova realidade individual, coletiva e universal. Uma das maiores transformações ocorrerá a nível planetário, pois todos os homens conectados entre si como um só todo, originarão um novo ser de ordem genética. A reintegração das consciências individuais de milhões de seres humanos acordará uma nova consciência na qual todos compreenderão que são partes de um mesmo organismo gigantesco. 
A capacidade de ler o pensamento entre os homens revolucionará totalmente a civilização: desaparecerão todos os limites, terminará a mentira para sempre porque ninguém poderá ocultar nada, começará uma época de transparência e de luz que não poderá ser opacada por nenhuma violência ou emoção negativa, desaparecerão as leis e os controles externos como a polícia e o exército, pois cada ser se fará responsável de seus atos e não terá que implementar um direito ou dever pela força. Formar-se-á um governo mundial e harmônico com os seres mais sábios do planeta, não existirão fronteiras nem nacionalidades, terminarão os limites impostos pela propriedade privada e não se precisará do dinheiro como meio de intercâmbio; implementar-se-ão tecnologias para manejar a luz e a energia e com elas se transformará a matéria produzindo de maneira singela todo o necessário, pondo fim à pobreza de sempre. A excelência e o desenvolvimento espiritual serão o resultado de homens em harmonia que realizam as atividades com que vibram, mas alto e ao fazê-lo expandirão seu nível de entendimento sobre a ordem universal. Com a comunicação através do pensamento aparecerá um supersistema imunológico que eliminará as vibrações baixas do medo produzidas pelas doenças, prolongando a vida dos homens. A nova era não precisará da aprendizagem do contraste inverso produzido pelas doenças e pelo sofrimento que caracterizaram milhares de anos de história. Os homens que consciente e voluntariamente encontrem paz interior, entram numa nova época de aprendizagem por contraste harmônico; a comunicação e a reintegração farão com que as experiências, as recordações individuais e os conhecimentos adquiridos estejam disponíveis sem egoísmos para todos os demais. - Será como uma Internet a nível mental que multiplicará exponencialmente a velocidade das descobertas, e que provocará a criação de sinergias nunca antes imaginadas. Acabar-se-ão os juízos e os valores morais que mudam com as épocas, como a moda. Compreender-se-á que todos os atos da vida são uma maneira de atingir um maior entendimento e harmonia, que o respeito será o elemento fundamental da cultura, transformará o indivíduo e a comunidade e colocará a humanidade na possibilidade de expandir-se pela galáxia. As manifestações artísticas e as atividades recreativas comunitárias ocuparão a mente humana. Milhares de anos fundados na separação entre os homens que adoraram a um Deus longínquo que julga e castiga, transformar-se-ão para sempre. O homem viverá a primavera galáctica, o florescimento de uma nova realidade baseada na integração com o planeta e com todos os seres humanos, e para nesse momento compreender que somos parte integral de um único organismo gigantesco e que nos conectaremos com a terra, uns com os outros, com nosso sol e com a galáxia inteira. Todos os homens compreenderão que o reino mineral, vegetal, animal e toda matéria espalhada pelo universo a todas as escalas, desde o átomo até à galáxia, são seres vivos com uma consciência evolutiva. Todas as relações estarão baseadas na tolerância e na flexibilidade, pois o homem sentirá a outros como outra parte de si mesmo.”

Amor ou Apego? Amor ou Obssessão? Amor ou Doença? Amor ou Ilusão? Amor ou Criação? Amor ou - PROJEÇÃO?


"Ninguém é corajoso o suficiente para ficar só.
Você precisa de alguém.
Por que você precisa de alguém???
Você tem medo de sua própria solidão, você fica entediado consigo mesmo.
E realmente, quando você esta sozinho, nada parece ter sentido.
Com alguém, você fica ocupado e cria sentidos artificiais a sua volta.
Você não precisa viver para si mesmo, então começa a viver para uma outra pessoa. E o mesmo e o caso com a outra pessoa... ele ou ela não pode viver só, então procura alguém. Duas pessoas com medo de suas próprias solidões se juntam e começam a jogar um jogo de amor. Mas no fundo ela estão procurando apego, compromisso, cativeiro.
Diretamente não se pode pedir por escravidão, é muito humilhante.
E diretamente não se pode dizer a alguém: "Torne-se meu escravo" . A pessoa se revoltaria!!!! Nem se pode dizer: " Quero me tornar seu escravo". Assim, você diz: "Não posso viver sem você". Mas o significado está presente, ele é o mesmo. E quando o desejo real é satisfeito, o amor desaparece, o amor falso (deixo claro). Então você
sente o cativeiro, a escravidão, e começa a lutar para se livrar.
Lembre-se disto este é um dos paradoxos da mente: tudo o que você obtém, você se entedia, e tudo que você não obtém, você o almeja. Quando está só, almeja alguma escravidão, algum cativeiro. Quando está aprisionado, começa a almejar a liberdade.
Realmente somente os escravos almejam a liberdade, e pessoas livres novamente tentam ser escravas. A mente segue em frente como um pêndulo, movendo-se de um extremo a outro. O amor se torna apego. O apego era necessidade, o amor era apenas a isca. Você estava procurando um peixe chamado apego e o amor era apenas a isca para apanhar o peixe. Quando o peixe é pego, a isca é jogada fora. Lembre-se disso, e sempre que você estiver fazendo alguma coisa, vá fundo dentro de você mesmo para descobrir a causa básica.
No momento em que você deixa de ser dependente de alguém, uma profunda serenidade e um profundo silêncio se estabelecem em seu interior. Isso não significa que você deixa de amar. Pelo contrário, pela primeira vez você conhece uma nova qualidade, uma nova dimensão do amor, um amor que esta mais próximo da afabilidade do que de qualquer relacionamento."

Osho

"Profecia de 2012 será sobre crise de consciência" (Fernando Malkún)

O especialista em cultura maia explica o que esta civilização escreveu durante o próximo ano. Há quinze anos atrás, Fernando Malkun, barranquillero (natural de Barranquilla, uma cidade da Colômbia) de origem libanesa, deixou a arquitetura que tinha estudado na Universidade de los Andes, e a qual havia se dedicado por quase uma década, para responder às perguntas que se atravessaram em sua vida. Durante esse tempo, ele se encontrou com a cultura Maia e dedicou-se completamente ao seu estudo. Hoje é um especialista no tema, com reconhecimento internacional e continua viajando pelo mundo explicando a mensagem que esta civilização deixou para os seres humanos.
Os maias disseram que o mundo iria acabar em 2012?
Estão gerando um pânico coletivo absurdo aduzindo que eles tinham anunciado que o mundo iria acabar em dezembro de 2012. Não é verdade. Os Maias nunca usaram a palavra fim. Anunciaram um momento de mudança, de grande aumento de energia do planeta, o que causaria "eventos de destino", isto é, definitivos, nas pessoas. O problema é que o nível de consciencia da maioria das pessoas atinge apenas o fim do mundo e não a transformação de consciencia.
Quando isso vai acontecer?
Não vai acontecer, está acontecendo. As pessoas não estão juntando todas as peças do quebra-cabeças para perceber isso. Acreditam apenas que estes eventos atuais são causados por um conjunto de "coincidências" evolutivas. Mas estamos em uma onda de mudanças como nunca antes.
O que se percebe, segundo o que é dito pelos Maias?
A profecia anunciou que o planeta aumentaria a sua freqüência vibracional, o que é um fato: esta frequência, que se mede com a ressonância Schumann, passou de 8 a 13 ciclos. Todos os planetas do sistema solar estão mudando. De 1992 até hoje, os pólos de Marte desapareceram 60 por cento e Vênus tem quase o dobro de luminescência. Passamos 300 anos registrando o Sol e as tempestades solares maiores têm ocorrido nos últimos seis meses. Houve um aumento de terremotos de 425 por cento. Tudo está acelerado dos pontos de vista geofísico e solar. Nosso cérebro, que irradia suas próprias ondas, é afetado por essa maior irradiação do sol. Essa carga eletromagnética é o motivo por que sentimos o tempo mais rápido. Não é o tempo físico, mas o tempo de percepção emocional.
Fale sobre 1992. Por que este ano? O que aconteceu?
A essência das profecias maias é comunicar a existência de um ciclo de 26.000 anos, chamado "o grande ciclo cósmico". Tudo, estações, meses, dias se ajustam a esse ciclo. Há 13 mil anos atrás, o sol –assim como agora- irradiou mais energia no planeta e derreteu a camada de gelo. Essa camada desaguou no mar, elevou o seu nível em 120 metros e ocorreu o chamado "Dilúvio Universal". Os Maias disseram que quando o sistema solar estiver novamente a 180 graus de onde estava a 13.000 anos atrás, a Estrela do Norte brilha sobre o pólo, a constelação de Aquário aparece no horizonte e o trânsito décimo terceiro de Vênus se der - o que vai acontecer em 6 de junho de 2012 - o centro da galáxia pulssará e haverá manifestações de fogo, água, terra, ar. Eles falam, especificamente, de dois períodos de vinte anos, de 1992 a 2012 e 2012-2032 - de intensas mudanças.
Por que anunciavam isso?
A proximidade da morte faz com que as pessoas repensem suas vidas, examinem e corrijam a direção que tomam. Isso é algo que ocorre somente se algo se aproxima de você, ou você passa diretamente, te impacta tremendamente. Isto é o que tem acontecido com os tsunamis,os terremotos, as catástrofes naturais de que vivemos, os conflitos sociais, economicos, etc.
Então, eles falam de morte. Eles falam de mudança, de um despertar da consciência. Tudo o que está errado com o planeta está se potencializando com o objetivo de que a mente humana se dedique a resolvê-lo. Há uma crise de consciência individual. As pessoas estão vivendo "eventos de destino", seja em seus relacionamentos, seus recursos, em sua saúde. É um processo de mudança que se baseia principalmente no desdobramento invisível, e está afetando em especial à mulher.
Por que as mulheres?
A mulher é quem terá o poder de criar a nova era, devido à sua maior sensibilidade. De acordo com as profecias - não só as maias, mas muitas-, a era que se aproxima é de harmonia e espiritualidade. As coisas que estão mal vão se resolver no período que os Maias chamaram de "tempo do não tempo", que será de 2012-2032. Desde 1992, o percentual de mulheres que vêem a aura (seres curadores) do planeta tem aumentado. Hoje, é de 8,6 por cento. Imagine que em 2014 seja de 10 por cento. Isso significaria o início de um período mais transparente. Essa seria a direção da mudança não violenta.
Mas o que se vê hoje é um aumento na agressividade ... As duas polaridades são intensificadas. Estão abertos os dois caminhos, o negativo, escuro, destruição, de confronto do homem com o homem; e o de crescimento da consciência. Existem várias vozes que estão levando os seres humanos a pensar sobre isso. Desde 1992, as informações proibidas dos gnósticos, dos maçons, dos Illuminati, estão abertas para que se utilize no processo de mudança de si mesmo. A religião esta acabando e a religiosidade é que irá permanecer.
Tudo isso, os Maias deixaram de escrito, assim específico?
Não a esse ponto. Eles disseram que o sol iria mudar as condições do planeta e criar "eventos de destino". O sol bateu todos os recordes este ano. Os Terremotos aumentaram 425 por cento. A mudança de temperatura é muito intensa: de 92 para cá aumentou quase um grau, o mesmo que subiu nos últimos 100 anos anteriores. Antes, havia 600 ou 700 tormentas elétricas simultâneas, hoje há duas mil. Antes se registravam 80 raios por segundo, agora caem entre 180 e 220.
Como eles sabiam que isso ia acontecer?
Eles tinham uma tecnologia extraordinária. Em suas pirâmides havia altares de onde eles estudaram o movimento do sol no horizonte. Produziam gráficos com os quais sabiam quando haveria as manchas solares, quando aconteceriam tempestades elétricas. Foi um conhecimento que receberam dos egípcios, que, por sua vez, o receberam dos sacerdotes sobreviventes da Atlântida, civilização destruída 13.000 anos atrás. Os Maias aperfeiçoaram os conhecimentos e foram os criadores dos calendários mais precisos. Um deles, chamado “Conta larga” termina em 21 de dezembro de 2012, e marca o ponto do centro exato do período de 26.000 anos. Eles sabiam que essas mudanças estavam vindo e o que eles fizeram foi dar essa informação para o homem de 2012.
Será que estas mudanças só foram levantadas por eles?
Todas as profecias falam da mesma coisa. Os hindus, por exemplo, anunciam o momento de mudança e falam sobre a chegada de um ser extraordinário qual o mundo ocidental cristão apregoa. Os Maias nunca falaram de um ser extraordinário que viria para nos salvar, mas falaram de crescer em consciência e assumir a responsabilidade, cada ser na sua individualidade.
E se as pessoas não acreditam nisso?
Acreditando ou não, vai senti-lo no seu interior. A mudança que estamos vivenciando não é algo de se acreditar ou não. Neste momento, a maioria está vivendo um tempo de avaliação de sua vida. Por que estou aqui, o que está acontecendo, para onde eu quero ir? Basta olhar o crescimento da busca de espiritualidade, não de religiosidade, porque a religião não está dando mais respostas às pessoas.
A sua vida pessoal mudou?
Há quinze anos atrás, eu era tremendamente materialista. Minha conduta é muito diferente hoje. Eu me perguntei por que estava aqui, para quê, e por razões especiais acabei metido no mundo Maia. E posso afirmar que não se tratam de crenças falsas para substituir crenças falsas. Tirei muitas histórias da minha mente, mas eu ainda estou no terceiro nível de consciência, que é dominante no planeta. Quem está mais em cima?
Há pessoas que estão em um nível 4 ou 5. São as menos famosas, de perfil baixo. Em uma viagem conheci um jardineiro extraordinário, por exemplo. Estes seres estão em serviço permanente, afetando a vida de muitas pessoas, mas não publicamente.
O que devemos fazer, de acordo com essa teoria?
O universo está nos dando uma oportunidade individual para reestruturar nossas vidas. A maneira de sincronizar-nos é, primeiro, não ter medo, perceber que podemos mudar nossa consciência. A física quântica já disse: a consciência modifica a matéria. O que significa que sua vida depende daquilo que você pensa. A distância entre causa e efeito tem diminuído. Vinte anos atrás, para que se manifestasse algo em sua vida, necessitava-se de muita energia. Vinte anos atrás qualquer fator de punição de um ato maldoso ganhavam-se os anos para receber alarde. Hoje tudo ganha destaque rápido. A corrupção pelo mundo a fora tem ganhado destaque internacional. As ditaduras estão caindo. As religiões estão a cada dia mais problemáticas, Hoje, você pensa algo e em uma semana está acontecendo. Sua mente causa isso. O que devemos é buscar, as respostas estão aí.
O universo está nos dando uma oportunidade individual para reestruturar nossas vidas.

21 Leis Ocultas do Universo

Um pouco de metafísica. Algumas das Leis mais importantes do Universo...

1- Lei da Atração:
Aquilo que focas a tua atenção atrais. Seja coisas positivas ou negativas. Exemplo: se fores amoroso atrais amor e experiências de amor.

2- Lei da Resistência:
Aquilo que resistes e receias atrais uma vez mais. Assim se assegura que a pessoa se livre dos seus medos lidando com eles.

3- Lei da Reflexão:
Aquilo que aprecias, receias ou desgostas nos outros tens em ti, e vice-versa. A pessoa apenas projeta no outro a parte de si que não torna consciente. Aquilo que resistes em ti, receias nos outros. Alguns ramos da Psicologia atual lidam com esta lei.

4- Lei da Manifestação:
Tudo se inicia com um pensamento, uma idéia. Quanto mais forte, mais repetitivo é este, mais depressa e imediatamente se manifesta. O pode criativo ilimitado que temos pode ser trabalhado e assim a pessoa subir acima das suas limitações.

5- Lei do Livre Arbítrio:
Em última análise, somos nós que criamos totalmente os nossos destinos. Apesar de haver destino, é dada a liberdade à pessoa de agir perante os eventos como quiser. Assim, desenvolvendo consciência elevada, desapego às coisas e aos resultados e às expectativas e cultivando ações positivas, elimina-se consequências desfavoráveis e perspectivas menos positivas.

6- Lei da Consequência:
Tudo surge de algo original anterior, cada evento, cada pensamento causa uma consequência (positiva ou negativa ao nosso julgamento). Assim executar actos negativos atrai actos negativos e actos positivos atrai de futuro actos positivos. Exemplo: se roubares acabarás por ser roubado em algo porque causaste uma desestabilização da harmonia do sistema universo. De maneira que um dia nos cansámos dos actos negativos, acabamos mais tarde por eliminar estes por nos surgirem consecutiva e repetidamente (seja como indivíduos ou como espécie humana). A Lei decorre eternamente até a transcendermos.

7- Lei da Harmonia:
Deriva da anterior, porque no universo tudo tenta atingir o equílibrio e a harmonia. Veja-se o caso do Planeta Terra e da Natureza!

8- Lei da Sabedoria e Conhecimento:
A sabedoria elimina as consequências negativas na vida. Exemplo: ao aprendermos a lidar com sensatez sobre as diveras coisas da vida com amor, consciência e dedicação, podemos ultrapassar a dor (e sorrir...)

9- Lei do Retorno e da Dádiva:
Um pouco similar às anteriores, aquilo que dás acabas por receber mais. Se dou mais amor e devoção de mim aos outros, mais receberei em retorno.
Comentário: se der soluços será que os outros vão dar também?

10-Lei da Evolução e Propósito:
Esta é a mais complicada de engulir para muitos cientistas. A evolução do Universo e da vida não acontece ao acaso. Existe um propósito e tudo é orquestrado de um modo espantosamente inteligente. Questão: como surgiu o DNA? Como surgiu a célula?
A evolução é no sentido da Consciência, do poder criativo e de manifestação. A evolução é no sentido do Amor.

11- Lei da Energia:
Como afirmam os físicos e em especial os físicos quânticos, tudo no universo é energia. E toda a energia é vibração. É apenas diferença em vibração que faz diferir cada coisa e cada ser. No Universo, a energia não se cria, não se perde, apenas se transforma. Isso aplica-se a tudo, inclusive à consciência. As diferenças na vibração fazem mudar as propriedades das coisas de forma que parecem diferentes à nossa percepção. Deste modo e evidentemente, há coisa que não são observáveis pela nossa percepção mas claro continuam e existir (exemplo: UVs, eletricidade...) Deste modo, formas de ser e objetos podem não ser manifestadamente visíveis mas mesmo assim existentes! Ou não são vísiveis mas são "sentíveis".
Mais harmonia faz, de acordo com a lei anterior, propulsionarmos a patamares de evolução mais elevados por simples naturalidade do universo.

12- Lei do Desapego:
É na resistência que está a causa de todos os nosso sofrimentos. Só porque resistimos com apego aquilo que já não funciona ou não é suposto possuirmos (na verdade não é suposto possuirmos nada). A aceitação das coisas, e nomeadamente da mutabilidade das coisas, dá-nos paz por sabermos que nada possuímos e tudo "desaparece" pois lentamente transforma-se. Cultivando esta atenção podemos ser mais facilmente felizes.
Comentário: é desta que as listas de compras vão reduzir-se! Lol

13- Lei da Gratitude:
Quanto mais dás, mais recebes. (Eu sei, eu sei, estou a repetir-me), o quanto mais dás, mais receberás (seja do que for e em que for)
Não vou brincar, mas na verdade dou muitas esmolinhas e na verdade vivo bem abastado.

14- Lei da Associação (da Exponencionalidade):
Simples- quando dois se juntam com o mesmo propósito ou intenção, a força é duplamente mais eficaz. Quando milhares se juntam, a força é enorme. Podemos criar satisfação global para todos deste modo.

15- Lei do Amor Incondicional:
A expressão do amor incondicional proporciona mais harmonia. Passo a explicar. Amor incondicional é aquele que dás sem pedir ou esperar nada em troca. Visto que assim é livre de medos, mais espaço para amor crias e mais facilidade de expressão de amor incondicional fica estabelecida. Conselho: ideal para as relações amorosas.

16- Lei da Afinidade:
Não me vou atrever a explicar, só digo que explica o sexo!
(tudo na vida não acontece por mero acaso, há afinidades que explicam propósitos e consequências ou o reverso, bem, não importa a ordem, perceberam não perceberam?)

17- Lei da Abundância:
Esta é para os políticos! E povo claro. Nós criamos a realidade que queremos. Ou melhor... Nós vemos a realidade que queremos. Mas a realidade que este universo é um universo de abundância. Veja-se a sua imensidão! Veja-se a quantidade de recursos que a Terra nos dá. Veja-se o quão pouco realmente necessitámos! Todos os seres humanos contém em si tudo e todo o potencial para fazer das suas vidas um paraíso ilimitado e de grande felicidade. No entanto a generalidade da espécie humana escolhe ver um planeta de escassez e assim cria a sua ilusória realidade. Exemplo: o planeta Terra contém 1,260,000,000,000,000,000,000 litros de água e 1,873,420,000,000 tonelada de biomassa em solo firme. Exemplo2: é muito simples plantar cenouras ou criar galinhas e as cenouras crescem à custa de 99% de água e ar. Lírico? Eu? Donde julgas que vem toda a tua comida?

18- Lei da Ordem Universal:
Basta estudar cosmologia (tou a brincar!.... ou não). Quando estudei biologia durante a universidade (e agradeço ao universo por tal oportunidade) fiquei surpreendido com a complexidade, ordem e propósito de todas as coisas que compõe o corpo, desde os orgãos às células, das moléculas aos átomos. Nada acontece por acaso. Tudo tem um propósito. Tudo serve outra coisa qualquer. A vida é funcional, adaptável e sustentável. Qualquer falta de balanço neste sistema apenas causa o sistema a tentar adaptar-se a ficar funcional e sustentável de novo (xiii... que erro foi ter queimado o petróleo todo). Não existem erros nem acasos como disse. Todas as lições são aprendidas e o propósito da evolução é seguido.
Como Agostinho da Silva disse: a tua maior liberdade está em escolheres seguir alegremente o teu destino, cumprindo-te.

19- Lei da Unidade:
É apenas por simples ilusão humana que parecemos separados ou as nossas consciências (e existências) parecem separadas

20- Lei do Compromisso:
Não sabia que nome dar a esta lei. Devido à lei anterior, uma forma de consciência só consegue ser realmente livre e totalmente realizada em felicidade quando conseguir libertar e dar essa felicidade a todos os outros seres. Por virtude da lei do Propósito, parece-me que a energia do universo quer andar sempre no sentido do Amor e tal acontecerá mais tarde ou mais cedo na história do universo.

21- Lei da Eternidade:
Na realidade não existe tempo. Basta usar um relógio e ver os ponteiros. Sim os ponteiros movem-se mas também o sol se move, também os meus dedos se movem. E também o tempo se move. Nota: onde estou eu? Aqui! Onde estava eu? Ainda estás aqui. Onde estarei eu? Olha, ainda estás aqui. Aqui, aqui, aqui. Agora, agora, agora. Já sabem a dica para viver? Amor incondicional.

O Que é Carma / O Que é Karma

O carma são dívidas pessoais contraídas pelo espírito no decorrer de suas existências. Todos nós, espíritos em evolução, temos carma a resgatar E entramos na roda de sansara em sucessivas reencarnações com o objetivo de resgatar as nossas dívidas cármicas e seguir a caminhada com destino à perfeição.
O espírito, antes de reencarnar, planeja com os seus guias amparadores reencarnar com o objetivo de resgatar determinadas dívidas cármicas. Ele planeja vivenciar determinadas situações que irão contribuir para o seu aperfeiçoamento. Não existe uma determinação, o espírito é quem escolhe as provas, segundo o seu carma, a que ele quer se submeter e que se sinta preparado para fazê-lo. É o livre arbítrio de cada um. O mundo espiritual não interfere em nossas escolhas. Entender esta questão é importante para que se compreenda a grandeza do amor do Deus Maior por todos nós.

Um espírito tem inúmeras oportunidades de evoluir. Entrará tantas vezes quanto necessárias no ciclo reencarnatório com o objetivo de se aperfeiçoar e evoluir como espírito. Ninguém tem a condenação eterna. E Deus, na sua bondade suprema, permite que cada um, livremente, escolha como quer evoluir, compensando as falhas que cometeu. E todos têm a mesma oportunidade. Não existem privilegiados. Todos os espíritos seguem o mesmo ciclo de aperfeiçoamento. O tempo de evolução, em maior ou menor grau, é que depende de cada um. A cada reencarnação é facultada a chance de compreender os erros cometidos e a necessidade de se auto-aperfeiçoar e perdoar. 

Se hoje, um espírito encarnado está passando por muitas dificuldades em sua vida, sejam estas dificuldades de ordem física, financeira, profissional ou familiar, são situações carmicas que ele escolheu resgatar com o objetivo de alcançar um novo grau espiritual. É importante salientar, entretanto, que sofrimento não cura carma de ninguém. A compreensão dos erros do passado somado a vibrações de cura de existências onde estão envolvidos padrões carmicos negativos se faz necessário para atingir a transmutação almejada. Negar a existência de Deus ou culpá-lo por seus sofrimentos, é desperdiçar a oportunidade de vida, que o próprio espírito escolheu vivenciar.
Deus não quer o sofrimento de nenhum de seus filhos. 
Aceitar o momento atual que se está vivendo com o objetivo de se auto-aperfeiçoar é o primeiro grande passo que o espírito pode dar para atingir as metas espirituais que ele traçou antes de reencarnar. 
Cada dia que amanhece assemelha-se a uma página em branco, na qual gravamos os nossos pensamentos, ações e atitudes. Na essência, cada dia é a preparação de nosso próprio amanhã. Nunca devemos nos esquecer do mais importante: NADA É POR ACASO! Absolutamente nada. Por isso temos que nos preocupar em fazer a nossa parte da melhor forma possível.

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Banho frio: vida saudável!

Abaixo seguem 5 bons motivos retirados do livro "Semente da Vitória" do Nuno Cobra, para se purificar com um banho frio:

1-Coragem para encarar um desafio:
Quando uma pessoa já se molhou com água fria, não existe coisa, fato ou pessoa que os assuste ou façam ter medo de fazer algo ou até de se machucar por se arriscar numa aventura qualquer por já terem se posto a prova de entregar seu corpo a uma purificação gelada, coisa que geralmente as pessoas pensam muito antes de fazer (entrar numa água fria). Pois ajuda muito para a atitude de coragem.

2-Acabar com a preguiça:
Não tenha vergonha, neste momento todos nós pensamos muito antes de entrar na água fria. Pois, saiba que a água fria acaba com a preguiça, te deixa super produtivo, animado a fazer de tudo alegre e leve sem saber mais o que é frio. Te ajuda a praticar aquele esporte que você vive se prometendo e que nunca faz, arrumar o quarto, se cuidar e muito mais.

3-Ativa a mente:
O banho frio tem o poder de ativar sua mente a pensar mais rápido, resolver problemas com precisão e velocidade. Sabe porque? Porque é natural que o nosso corpo quando se sente em perigo tenha que reagir rápido para sobreviver ou conseguir fugir de algum perigo. Por isso nossa mente se acelera para resolver algo. Mas pode-se aproveitar isso de uma forma construtiva também. Tomando um banho frio de manhã você já fica mais ativo pra resolver problemas do dia-a-dia ou até inventar coisas boas para sua vida e a dos demais.

4-Ajuda a tonificar os músculos do corpo:
Quando a pessoa entra na água fria o corpo contrae vários músculos dado a reação iniciada pelas terminações nervosas do corpo que levam a informação ao cérebro para mostrar que a temperatura esta diferente, então, os músculos do corpo começam a estremecer para restabelecer a temperatura corpórea. Com esta contração você estará ajudando a eliminar gorduras, ajuda na circulação e na tonificação dos músculos. Processo lento de fitness, mas funciona.

5-Traz alegria:
Bom, depois de todas as etapas acima, esta quinta consequência está ao topo da reação pela experiência do banho frio. Esta característica ocorre quando a pessoa se sente segura, ativa, leve e pronta para qualquer coisa com boa disposição.

Outros benefícios que observei ao longo desses 9 anos que abdiquei do mal do banho quente:
-Economiza energia
Com toda nossa preocupação com a questão ambiental, é um fator que deve ser levado em consideração. E com certeza seus pais irão agradecer!

- Desperta
Levantou da cama de manhã com vontade de ficar aqueles "minutinhos" a mais? Nada que um bom banho frio não resolva! Após 5 minutos no chuveiro você estará pronto para enfrentar toda aquela maratona do dia a dia!

- Relaxa pra dormir
Calor com certeza não combina com uma boa noite de sono. Antes de se deitar, tome aquela ducha de água fria. Assim você irá aguentar no máximo 20 minutos do seu livro de cabeceira!

- Cura Ressaca
Já acordou com aquela dor de cabeça e com um gosto de sola de sapato na boca? É a famosa ressaca! Para aliviar mesmo, somente uma ducha forte de água gelada.

- Previne doenças
Banho frio, imunidade baixa nunca mais!

- Melhora a pele e o cabelo
Não percebi em mim essas diferenças, mas achei essa informação no Google! Hehehe

Experimente começar devagar. No primeiro dia tome seu banho normalmente e ao final, tome uma ducha fria. Aos poucos você irá se acostumar, mas como disse inicialmente, será necessário muita disciplina e esforço.

Aceite essa sugestão! Corpo, mente, natureza e bolso agradecem!

sábado, 12 de janeiro de 2013

Jack London - Martin Eden 1909 1976

184 Só estou mantendo meu direito enquanto indivíduo. Acabei de lher dizer o que penso. As autoridades mundiais podem estar todas com a razão. Mas eu sou eu e não vou subordinar meu gosto ao juízo unânime da humanidade. Se eu não gostar de uma coisa, não gosto e acabou-se; e não há motivo no mundo por que deveria aceitar o gosto alheio só porque a maioria dos outros mortais gostam ou fingem gostar. Não posso seguir a moda em questões do que gosto ou do que não gosto.

235 ...irrompeu uma ou duas vezes num riso amargo ao visualizar a irmã e o noivo, todas as pessoas de sua própria classe e a de Ruth, norteando suas pequenas e estreitas vidas de acordo com pequenas e estreitas fórmulas - um rebanho de criaturas, andando em bandos e modelando suas vidas segundo as opiniões uns dos outros, fracassando em ser indivíduos e em viver a vida de verdade por causa das fórmulas infantis às quais estavam escravizadas. Ele as invocou num desfile de aparições e, um a um e aos pares, ele os julgou e os pôs de lado - julgou-os pelos padrões do intelecto e da moralidade que aprendera nos livros. Em vão indagou: Onde estão as grandes almas, os grandes homens e mulheres? Não os encontrou entre as mentes indiferentes, grosseiras e estúpidas que atenderam ao chamado da visão em seu pequeno quarto. Sentia uma aversão por elas, semelhante à que Circe devia ter sentido pelos porcos. 

Você era igual a todos eles, meu rapaz. Sua moralidade e seu conhecimento eram exatamente iguais aos deles. Não pensava nem agia por si. Suas opiniões, como sua roupa, vinham prontas; suas ações eram ditadas pela aprovação popular. Bem, os anos passaram, e o que pensa sobre isso agora?

237 Martin ignorava que Ruth não era simpática à alegria da Criação. Ela lera a respeito, estudara na universidade quando estava obtendo o título de bacharel em artes; mas ela não era original, nem criativa, e todas as manifestações de cultura de sua parte não passavam de imitações das imitações dos outros.

- Será que o editor não teve razão ao revisar a sua Sea lyrics? - ela indagou. - Lembre-se de que um editor tem que ter credenciais comprovadas, caso contrário não seria editor.

238 Eu vou falar-lhe sobre isso - interrompeu ele. - A qualificação principal de noventa por cento dos editores é o fracasso. Fracassaram como escritores. Não pense que preferem a monotonia do escritório e o fato de estarem limitados pela circulação e pelo gerente comercial à alegria de escrever. Tentaram escrever e fracassaram. E esse é o maldito paradoxo de tudo. Cada portal do sucesso literário está guardado por esses cães de guarda, os fracassos literários. Os editores, assistentes de edição e os que revisam os textos para as revistas e para as editoras são quase todos homens que queriam escrever e que fracassaram. E no entanto eles, de todos os entes na terra os menos indicados, são os mesmos que decidem o que deverá ou não ser impresso... eles, que provaram não ser originais, que demonstraram faltar-lhes a chama divina, presidem ao julgamento da originalidade e do gênio. E depois deles vêm os críticos, que são outros tantos fracassos. Não me diga que não sonharam um dia e não tentaram escrever poesias ou ficção; porque sonharam, e fracassaram. Ora, a média das críticas é mais repugnante que óleo de fígado de bacalhau. Mas você conhece minha opinião sobre os compiladores de resenhas e os chamados críticos. Existem grandes críticos, mas são tão raros quanto cometas. Se eu fracassar como escritor, estarei aprovado para a carreira de editor. Garante o pão com manteiga e geléia, de qualquer modo.

243 E tem mais - continuou ele, com ímpeto. - Você me ama. Mas por que me ama? Essa coisa dentro de mim que me leva a escrever é exatamente a mesma que desperta o seu amor. Você me ama porque, de algum modo, eu sou diferente dos homens que você conheceu e a quem poderia ter amado. Não nasci para sentar-me a uma escrivaninha num escritório, para as pequenas discussões comerciais e arranjos legais. Querer que eu faça isso, querer que eu seja igual aos outros homens, que eu faça o mesmo trabalho que eles fazem, respire o ar que respiram, adote o ponto de vista que adotaram, é destruir a diferença, é destruir-me, é destruir aquilo que você ama. O desejo que tenho de escrever é o que há de mais vital dentro de mim.

244 Tudo pode dar errado no mundo, mas o amor, não. O amor não pode dar errado, a não ser que seja fraco e desfaleça e tropece ao longo do caminho.

254 Há coisas demais sendo escritas por indivíduos que não sabem escrever a respeito de indivíduos que sabem.


Sinopse: Escrito durante uma viagem à volta do mundo no veleiro Snark, Martin Eden (1909) é o romance mais autobiográfico de Jack London. Descreve a sua luta para se cultivar, a fama literária que alcançou na juventude e a desilusão com o sucesso na maturidade. A identificação apaixonada do autor com o seu herói, Martin Eden, confere ao livro um poder e força de atracção inigualáveis. Ataque à burguesia, mas também aos valores do individualismo, deste romance emerge ainda a consciência crítica de London na luta pela transformação da sociedade do seu tempo.


RESUMO (não leia quem pretende ler o livro e não gosta 'que contem o final do filme')

Jack London é um dos escritores norte-americanos mais conhecidos. Suas histórias empolgaram gerações de jovens em todo mundo, especialmente as duas mais famosas, O Chamado Selvagem e Caninos Brancos.

Por causa disto, London é erroneamente mais conhecido como um mero escritor de aventuras. Isso não é exato. Autodidata e com uma vida repleta de aventuras, do Alasca aos mares do sul, ele escreveu mais de 40 livros, entre romances, contos e reportagens. Apesar de ser um individualista dos mais puros, ao longo de sua ida tomou contato com os movimentos socialistas, o que o levou a escrever livros de militância social, como O Tacão de Ferro.

Martin Eden, publicado recentemente pela editora Nova Alexandria, é considerado sua obra mais importante. Com fortes tons autobiográficos, ela narra a história do marinheiro Martin Eden, que se apaixona por uma moça de classe média, Ruth. Decidido a ascender socialmente para poder se casar com ela, e dotado de uma enorme curiosidade pelo saber, que identifica ser parte de uma existência superior a qual pertence sua noiva, decide se tornar um intelectual. Chega a estudar 19 horas por dia, enfrentando a incompreensão da família e de sua própria amada, que gostaria que ele se dedicasse a uma carreira convencional, como advogado.

Depois de já ter acumulado um nível extraordinário de conhecimentos, Martin passa a escrever contos e romances que manda para as revistas literárias, que, com exceção de um ou outro, os rejeita. Só interrompe seu trabalho intelectual quando já não tem mais dinheiro e é obrigado a se empregar numa lavanderia. Lá o regime de trabalho é opressivo e estafante, o que leva Martin à falta de interesse pelos livros e à bebida. Ele então sai do serviço e volta a escrever. Para sobreviver, escreve também folhetins e literatura barata para vender a revistas populares.

Sua força de vontade o faz continuar no seu objetivo, mas fica desanimado com a falta de compreensão de Ruth. Percebe que o meio em que ela vive é repleto de convencionalismos falsos, preocupação com as aparências e vazia de vida intelectual. Martin não consegue se conciliar com este modo de vida, é um espírito livre, percebe que seus estudos o elevaram intelectualmente acima desta pequena burguesia medíocre e o fazem desprezar seus preconceitos: “O realismo é necessário à minha natureza e o espírito burguês odeia o realismo. A burguesia é covarde. Receia a vida.”

Martin se diz um discípulo de Nietzsche, um individualista que professa o credo dos fortes: “Não havia dúvida de que o mundo pertencia aos fortes”, “Os homens verdadeiramente nobres estavam acima da piedade e da compaixão. Piedade e compaixão haviam-se gerado nos barracões subterrâneos dos escravos e nada mais eram do que a agonia e o suor de uma multidão de fracos e miseráveis.” Esta crença vinha da consciência da sua própria superioridade intelectual.

É com estas convicções que ele vai a uma assembléia operária e refuta os socialistas. Nesta assembléia havia um repórter que, não sabendo acompanhar a discussão, e não entendendo os argumentos utilizados, no dia seguinte escreve um artigo sensacionalista colocando Martin como o líder de um grupo de socialistas raivosos. Martin o agride e ele escreve outro artigo mentiroso. A família e vizinhos de Martin se voltam contra ele, e os pais de Ruth a obrigam a romper o noivado.

Martin fica arrasado com estes ataques e incompreensão de suas idéias, e ainda mais por ver na sua amada toda a superficialidade burguesa que ele detestava: “Fora uma Ruth idealizada que amara, uma criatura etérea por ele próprio criada, espírito brilhante e luminoso de seus poemas de amor. A verdadeira Ruth burguesa, com todos os seus defeitos burgueses, com todas as irremediáveis arestas de uma psicologia burguesa – essa ele nunca amara.”

Martin faz mais uma tentativa de publicar seus trabalhos e consegue. De repente, ele se torna um sucesso de publico e crítica, todos querem adquirir seus escritos e ele se torna rico. Mas esse sucesso se torna mais uma frustração para ele: o público só está interessado em alguma novidade, os críticos são incapazes de entende-lo e tecem apenas comentários vulgares. Sua obra literária, no qual ele pôs toda a sua alma e o amor pela vida, é apenas um modismo que a industria cultural oferece ao grande público.

As portas da alta sociedade agora se abrem para ele. A sua família, que antes o chamava de vagabundo por não procurar um emprego, agora o adula. Os burgueses obtusos que não entendiam seus pontos de vista e pensam apenas por imitação, o convidam agora para jantares e a ingressar em clubes privados. Ruth tenta reatar o noivado, agora que ele conta com a aprovação de todos. Mas Martin não aceita.

Pode-se dizer que Martin agora é um vencedor. Consegue ascender na escala social por seu próprio esforço e mérito e se torna rico e prestigiado, mas para ele esta fama não tem sentido algum. A vida intelectual e a pureza de sentimentos que ele imaginava existir nas esferas superiores não existem. O amor que sentia por um ser que só existia em sua imaginação não resistiu à prova da realidade.

Tenta se reaproximar dos seus velhos amigos da classe operária, mas um abismo se interpõe entre eles, devido aos estudos de Martin. Ele perde então todo o entusiasmo em continuar escrevendo, sua vida se torna um tremendo vazio. O violento tédio que se apossa de sua existência o leva a um trágico fim.

Um romance extraordinário e cheio de vigor, é ainda hoje uma denuncia eloqüente da industria cultural e das falsas convenções que tornam célebres escritores medíocres, na canonização que impede qualquer espaço para as novidades. O ataque que fez Martin às autoridades universitárias ainda hoje tem validade: “Sua missão consiste em pegar todos os jovens que freqüentam a universidade e eliminar-lhes do cérebro qualquer luminosa originalidade que por acaso lá se albergue, e, em lugar dela, pôr-lhes o selo do convencionalismo.”

Apesar de ser Martin um individualista, a sua própria história é uma refutação de sua crença. O argumento de que o mundo pertence aos fortes é desmentido pelo tempo que passou na lavanderia, onde o trabalho esmaga a vontade e a iniciativa, por mais que a pessoa seja forte. Tudo isso é escrito por alguém que conheceu o processo desumano da maquina industrial. London aqui faz um ajuste de contas com seu antigo mestre Nietzsche, de um modo sutil e com seu estilo sempre vivo e apaixonante. O livro inteiro é uma reflexão sobre a divisão entre trabalho intelectual e manual, a busca de valores verdadeiros em uma sociedade sem valores e a solidão e incompreensão sofrida pelos que não se submetem à mediocridade estabelecida.

Para quem nunca leu um livro de London, Martin Eden é uma excelente introdução, e possivelmente o fará querer ler mais.

domingo, 6 de janeiro de 2013

Kamau - É Ela 2005


Era uma tarde de domingo quando eu a vi em meio a multidão
Seu magnetismo atraiu minha visão
Era linda, todo mundo ouviu, mais só ela escutou
pelo sorriso que abriu sei que gostou
mas fingiu que não, valorizou já que podia
de onde ela surgiu, qual era o nome eu não sabia
mais logo fiz o corre pra pode me aproximar
eu tinha uma suspeita e só queria confirmar
E me veio a duvida, é isso mesmo será ?
Minha timidez dessa vez não pode atrapalhar
Se é pra chega que seja, se ela me deseja, toda essa beleza
se tem que se firmeza
eu só vou ter certeza se agir direito,
chegar na calma sem empolgação com respeito
A conexão ta feita, agradeço e vo
estou preparado pro pior mais se vira, demorô!

[Refrão:]
A Paz que ela me traz ninguém mais traz
o bem que ela me faz nunca é demais pra mim
Agora só existe ela pra mim
Eu sei que ela é a mulher pra mim

Pra começar tudo bem, conversa vai conversa vem
Meu nome é Marcus e o seu ? ....... O prazer é meu
Você não fuma nem eu, você não bebe nem eu
Coincidência ou não, gosta de RAP meu Deus
Parecia que era tudo que eu queria, mas o que aconteceria entre nós só o tempo diria
e ele me disse que daria tudo certo
química perfeita quando a gente tava perto, um do outro
se aproveitando ao máximo
e é verdade, quando agente se diverte o tempo passa rápido
eu já não via a hora de vê-la de novo, de abraça-la de novo, de beijá-la de novo
de sentir o cheiro dela que me deixa louco
pra gente junto, todo tempo do mundo é pouco
Eu e minha donzela, minha princesa mais bela
eu me peguei pensando assim e percebi que é

[refrão]

Quando eu vi a gente já pensava em planos prum futuro juntos
conversando durante horas sobre vários assuntos
Ouvindo Common, Jairzinho e Sade
e além disso só lazer e prazer
O que mais eu vo querer da vida?
do que alguém que saiba como eu sou, me aceitei como eu sou
saiba que eu do valor ao amor
Que seja eterno enquanto dure nosso sentimento
que meu talento faça jus ao seu retrato no meu pensamento
onde seu lugar especial é garantido
fazendo minha vida ter sentido
Não me lembro de ter sentido algo semelhante
depois dela sei que nada será como antes
Não sei se majo desse papo de amor
mas agradeço ao Senhor por ter me mandado este Anjo
Mesmo de longe a gente se sente ligado
e eu sei que é ela que eu vou querer pra sempre do meu lado

[refrão]

PROJOTA & Terra Preta & Laudz - Rap Do Ônibus 2011

As pernas doem e o suor escorre
E veem no rosto pálido de um homem que não é ninguém
Vai trabalhar, guerreiro, vai trabalhar, bem!

Mais um dia comum na nossa vida comum, com fé
Senhor, nos leve pra onde quiser
Proteja nossos corpos e nos mantenha de pé
Que eu possa entrar e sair vivo de um metrô na Sé
Seria engraçado se não fosse desesperador
Aos olhos de quem me governa, é esse o meu valor
Sardinhas enlatadas são jogadas ao relento
Folhas secas sem vida vão levadas pelo vento
A raiva toma conta, muita treta, normal
Nasce agora um assassino serial
Prefeito que dá o aval, avisa já pra geral
"Economiza porque o buzo vai subir mais um real"
Meia dúzia na rua derruba buzo, incendeia
Alguns sem vê, sem nada, abusam e só falam da vida alheia
Mas a cidade tá cheia
Quanto mais gente, mais impostos, mais lucro pros líderes da aldeia

Me diz quem tem que acordar assim… (É nóiz!)
Me diz quem tem que acordar assim… (É nóiz!)
Me diz quem tem que acordar assim… (É nóiz!)
Me diz quem tem que acordar assim… (É nóiz!)
Ô, cobrador, deixa os menino passar
Vou sofrer uma hora e meia e ainda tenho que pagar
Libera ae, porque tá caro pra caralho
E eu não achei meu dinheiro na bosta, deu mó trabalho

Cuidado onde pisa, pois pode ser meu pé
Cuidado onde alisa, pode ser minha mulher
Veja quem manifesta, o exército de Zé
Cuidado com o que testa, pois pode ser minha fé
Meu povo quer ver melhorar
Porque dá mais trabalho chegar no trabalho do que trabalhar
Mais tarde, quando você ver o pivete roubar
É porque o pai dele tava no buzão em vez de tá lá pra educar
Meu povo tá cansado, já nem se queixa mais
Se vê acostumado e vive essa guerra em paz
Meu povo sente fome, tem que ganhar dinheiro
Pra isso precisa ser o que não quer o dia inteiro
Hoje eu vô pular catraca, na moral
Não vou pagar dois e pouco num serviço que não vale um real
Tem um pilantra comprando iate, enquanto a gente se bate
Pra pagar pra ele à vista a ceia de Natal
(Navio Negreiro hoje não difere cor…)
Amontoa e leva pra lavoura qualquer trabalhador
As mãos cansadas penduradas na barra
De uma gente que chora, mas nunca perderá a sua garra
São Paulo é uma cadeia? Faço a rebelião
Queimar colchão pra ver se alguém melhora a situação
Ninguém se move, ninguém se machucará, então
Enquanto isso eu vou cantando no buzão, assim…

Me diz quem tem que acordar assim… (É nóiz!)
Me diz quem tem que acordar assim… (É nóiz!)
Me diz quem tem que acordar assim… (É nóiz!)
Me diz quem tem que acordar assim… (É nóiz!)
Ô, cobrador, deixa os menino passar
Vou sofrer uma hora e meia e ainda tenho que pagar
Libera ae, porque tá caro pra caralho
E eu não achei meu dinheiro na bosta, deu mó trabalho

PROJOTA - Resident Evil 2011

Ele foi, nem olhou pra trás, nem sentiu
Foi, nem ligou pros pais, nem mentiu, só foi
Se jogou pro centro da cidade, só com a roupa do corpo, o corpo cheio de vontade de matar, aquilo que o matava por dentro
Sentir, que ainda vive por um momento
Pai de alguém, filho de alguém, não é filho do prefeito então não é ninguém, ele é como um zumbi, mal lembra de quem deixou por aqui
Tá, pra ver, tudo aqui sucumbi
Vidros, tiros, tomam seu corpo, xinga e afoga suas mágoas numa seringa
Foge porque a polícia quer te pegar
Sorte, ele conhece bem o lugar
O tempo passa e ele passa a se desesperar
A esperar a hora de poder cheirar

E foi pra rua procurar
O que não tinha achado por aqui
Talvez só procurasse alguém pra amar
Ou talvez uma missão pra cumprir
Vaga sem direção, anda com uma só função
Vender, comprar, cheirar, fumar, viver, morrer em vão

Um parabriza limpo, mais uma moeda
Mais uma pedra, mais uma queda
Ele ajoelha após 30 segundos sem dor, mas ela volta e ele volta pro seu cobertor
Coração bate, o cérebro lateja, a alma flutua o corpo rasjeta
Vidros sobem a noite cai e o resident evil tá lá fora e não sai, ele tenta fugir, tenta lutar, tenta fingir que não é seu lugar
Sem céu, sem réu, no limbo e só
Sem véu, sem mel, caximbo e pó
Ele respira bem fundo e vai
Talvez a procura do seu Monte Sinai
A lágrima cai, toma seu posto
E vai descendo devagar pelo seu rosto
Sem cor, sem vida, também sem amor
Desce a corda de um caixão sem flor
Tantos sonhos que já não existem mais
De quem encontrou a guerra procurando por paz
E não é de hoje, não é de ontem, não
Que o mundo assiste o mundo em defecação
Não sei quanto tempo vai durar mas ele tá lá
A esperar a hora de poder fumar

E foi pra rua procurar
O que não tinha achado por aqui
Talvez só procurasse alguém pra amar
Ou talvez uma missão pra cumprir
Vaga sem direção, anda com uma só função
Vender, comprar, cheirar, fumar, viver, morrer em vão

Na rua maldade no olhar, vontade de matar
Dormir sem saber se vai acordar, papelão, lixo, fome, tensão
Assombração, bicho, homem, quem são?
Vida e morte em um só ser
Na escuridão, aonde é mais fácil se esconder
Game over, o tempo passa sem ver
E ele lá a esperar a hora de poder morrer

PROJOTA - Muleque Doido 2011

Eu já nadei na caixa d'água da escola e vi
Que não devia beber água dali
Já li o suficiente pra aprender a escrever
Vivi o suficiente pra aprender a viver
Já desci a ladeira da rua de rolimã
Já beijei uma mina e depois beijei a irmã
Já roubei chocolate no mercado, e danone
Já abri orelhão por não poder pagar telefone
Não, já dei calote um dia, mas já tomei bem mais
Já aprendi que nem todos os homens são iguais
Já dei murro na cara e já tomei na minha
Já pulei muro pra escapar dos coxinha
Já, já joguei capoeira, já lutei karatê
Já deixei de comer pra poder comprar um CD
Já vivi nela e também já saí da lama
Catei latinha pra jogar fliperama

Então...

(Refrão 2x)
Agora eu tô pronto pra você
Pra fazer tudo por você, mulher
Eu sou muleque doido memo
Já fiz de tudo nessa vida
Agora eu faço o que você quiser

Já tive catapora e um cisto no joelho
Já testei meu azar tacando pedra num espelho
Já acreditei em Papai Noel, já desacreditei
Já acertei algumas vezes a mais do que errei
Já vi a oportunidade de ganhar um dinheiro
Mas prejudicaria alguém que trampou o mês inteiro
Já fui testado por alguém que eu sinto lá em cima
Já fui jogado ao chão junto com a minha auto-estima
Já perdi gente importante pra mim
Já vi na minha frente o semblante do fim
Já me reergui, já me despedi do chão
Já fui o último, já fui o vice, hoje eu sou campeão
Já joguei capoeira, já lutei taekwondo
Já fiz sofrer e já me fizeram sofrer por amor
Já sofri preconceito por causa da cor
E já provei pra esses todo o meu valor

Então...

(Refrão 2x)

Eu já sonhei até em ser jogador
Mais que isso: eu já treinei, tentei, não deu, larguei, falô
Já disse algo que depois me arrependi
E já vi alguém arrependido por não me encontrar mais presente ali
Já fui católico, evangélico, já fui ateu
Duas horas depois eu implorei perdão pra Deus
Já parei de calcular, deixei acontecer
Já entendi que tem coisa que não dá pra entender
Já vi uma arma carregada no alcance da mão
Já questionei minha existência nesse mundo vão
Já recebi minha missão, já me realizei
Já me perdi, até que te encontrei, agora eu sei
Já joguei capoeira, já lutei kung-fu
Já fui mandado e já mandei alguém tomar no c*
Já falei palavrão, se não falei, falei agora
Se tu tá pronta então vamo embora

Porque...

(Refrão 2x)

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

PROJOTA - Mais Do Que Pegadas 2011

Ei, meu nome é Projota
Na produção: Eu memo também
Foco, força e fé!

Me lembro bem de quando escolhi fazer rap
E fui encontrar o caminho onde o homem evolui.

Tava cansado do que o mundo oferecia de bandeja
E fui atrás sabia que existiria mais.

Por trás das leis, por trás da verdade forjada
Encontrei amigos e um sonho nessa caminhada.

Se deus me deu caneta, eu devolvi poesia,
Passei decorar todos os rap que eu ouvia.

E um dia, comprei uma corrente que tinha cor de prata
Mas não era de prata, reciclagem de lata.

Comprei duas camiseta GG
E a calça mais larga que a loja podia vender.

Me senti mais vivo, funcionava como incentivo.
Mais um motivo pra eu acalmar meu lado agressivo.

Depois joguei tudo isso fora, enfim.
Tava maduro pra enxergar que o rap já tava dentro de mim.

Tipo Daniel San, mestre Miyagi
O karatê que vem de dentro da alma, não há quem pague.

Pupilo consciente, mostrei dedicação
Meu coração é uma junção de Brown, Mv e Elhão

Sou os tiozin nos bares, fujo da solidão;
Sou família nos lares, fujo da multidão.
Sou zumbi dos palmares, fujo da escravidão.
Mas meu quilombo é fone nos ouvido e rap pesadão.

Somos Notorious B.I.G,também somos 2pac
Irmão que saí do crime, pivete que larga o crack

O rap é piripaque no seu sistema nervoso.
Do caminho que eu escolhi, hoje eu sou orgulhoso.

Muita treta chegar, mas ainda manter.
Se a caneta estourar, vou sangrar pra escrever
A dedo pra que a nossa honra seja mantida
Pois quem tem medo de sofrer não merece o melhor da vida.

E é tão fácil alegrar meu povo
Acostumado a agradecer pra Deus por ter um pão com ovo

Querem mais, sem saber o quanto existe mais
Lembro bem a alegria que trás o cheiro de um tênis novo.

Sorte, não sei se isso existe de verdade
Aqui na perifa, eu nunca ganhei uma rifa.

Com sinceridade, sorte é escapar da maldade,
Alguns acreditam em anjos, eu acredito em amizade

Zumbi lutou tanto pra alcançar a liberdade
Tiradentes teve o corpo espalhado pela cidade
Hoje a liberdade tá aí, toda liberta
Pergunto será que a gente utiliza de forma certa? Não!

Esse mundo é um saco de fingimento
Eles fingem alimentar, nós fingimos ter alimento
Eles fingem educar, nós fingimos ter educação.
Conclusão, nóis somo memo um bando de cuzão!

Tá na hora de mudar
Meus sonhos já dormiram por tempo suficiente, agora é hora de acordar!
Mais consciente do que quando eles lavaram nossas mentes
Abre o olho, daqui pra frente vai ser diferente!

Deus faz homens, igreja faz fiéis
Escola faz alunos, a vida e seus papéis.
Cadeia faz tristeza
Rua, poluição
Cidade, desmatamento
A morte, aceitação.

Dinheiro faz quase tudo
Vontade faz quase nada.
Silêncio, sabedoria
O som, festa na quebrada!
A luta por um ideal abre a porta da caminhada
Humildade faz com que essa porta não seja fechada.

O homem faz guerra, o homem quer paz.
O homem se enterra, o homem nem sabe mais,
Problema faz depressão, sistema faz opressão.
E você, faça mais do que pegadas nesse chão!

Irmão, você não é uma planta, você tem escolha, tá ligado?
Você pode escolher se você vai fazer
O simples , o normal , aquilo que esperado de você já
Ou se você vai supreender, tá ligado?
Surpreenda, irmão. Surpreenda
Faça mais, faça mais, tá ligado?
Eu acredito em você!

Sinistro

Sinistro

JACK LONDON - Por Um Bife E Outras Histórias de Boxeadores 2006 1909 1911 1900s 1910s

Recomendo O BRUTO INSONDÁVEL (The Strength of the Strong) 1911

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Pollo - Buxixos e Simpatias 2011

Buxixos e simpatias
Caô e melancolia
Eu tô correndo
Eu tô correndo jow

Dos bico e das vadias
Intrigas do dia a dia
Eu tô correndo
Eu tô correndo jow

Flow rápido é bonito
Mais tem que ter conteúdo
Buxixo eu tô correndo
É melhor tu fica mudo

Que eu sigo a minha saga
Neguin até fica puto
Olha quem já na cena, pollo causando tumulto

Mi cassa su cassa
Cola, quem não atrasa
Bico, verme, coxa, camba
Só lamento então vaza

Mulecot das antiga, robin hood da villa
20 neguin atrás do chá, ó-ia não é camomila
Levada foda ''tiozão'', que os leão lobo oscila

Assim que vai
Falsidade que se extrai
Bença mae, bença pai
Os que fecha tá comigo
Camba os que subtrai

Traz inveja, si cagueta
Não mi afeta, eu quero mais

Buxixos e simpatias
Caô e melancolia
Eu tô correndo
Eu tô correndo jow

Dos bico e das vadias
Intrigas do dia a dia
Eu tô correndo
Eu tô correndo jow

Sem fazer média, não vem paga de loco aqui comédia
Já sabe mais da minha vida, do que, wikipédia
Sua inveja fede e não te impede de fazer merda
Mas se mexer comigo amigo, ( pow ) é tiro e queda
É uma tragédia, sua vida e a da turminha fracassada
Vive gastando sola ( hehe ) , não arruma nada´
'' à cada 10 palavras que cê fala , 11 cê dá pala ''
Não me encara ,e de cara , ja logo vira piada

Comigo é sem stress
Não parece ,
Mas na minha preçe
Eu sempre peço pra que algo te acontece de bom
E que cê me esquece e cresce
Enfim,
Podia ser assim
Más só nos contos de fada fica feliz o fim

Buxixos e simpatias
Caô e melancolia
Eu tô correndo
Eu tô correndo jow

Dos bico e das vadias
Intrigas do dia a dia
Eu tô correndo
Eu tô correndo jow

Rashid - Mil Cairão 2012

Senhor Deus, essa noite eu não queria pedir nada
Porque eu já pedi tanto e tanta coisa me foi dada
Saúde pra correr e proteção pelas calçada
Fui invisível pra cada alma mal intencionada

Mas nessa madrugada eu não me sinto bem
Todo mundo dormiu e eu preciso falar com alguém
Esse silêncio me tira do trilho
E ninguém melhor que o pai pra escutar o desabafo do filho

Mó pilha, talvez a culpa disso seja minha
Sei que o senhor sempre intervém pra me manter na linha
Pra que eu não vire entulho na caçamba
Mas às vezes isso pesa e essa linha vira uma corda bamba

Como uma cobra anda, se rastejando
O mundo me quer assim aqui cada cachorro que se lamba
Caramba, fica difícil desse jeito
Olho tanto pra fora e não enxergo meu próprio defeito

Um pecador (só), carrega a dor (só),
Humano também chamado de sonhador (só)
Que a colheita vem depois
Ando um passo por acerto
e a cada erro parece que eu volto dois (oh)

Eu não sou melhor do que ninguém não (não)
Eu não mereço mais do que ninguém não (também não)
Só tô mantendo os meus passos no chão
Tudo o que eu peço nessa noite é perdão

Porque mil cairão, mil cairão, mil mas eu não serei atingido
Mil cairão, mil cairão, mil mas eu não serei atingido


Teve aquela vez que eu quase morri afogado
E o senhor me puxou quando eu já tinha me entregado
Eu merecia um puxão de orelha fui babaca
Quando roubei anéis e uma corrente na barraca

Só pra mostrar pros meus amigo, moleque exibido
Não tinha noção nenhuma do perigo
Ou daquela outra vez em que eu quase fui roubado
E em vez disso o que eu ganhei foi companhia até o mercado

Entendi o recado,
não sei o que eu fiz demais pra ser tão bem cuidado
Já tive todo errado
Bolado de trocar os passos
Quase caindo pro outro lado
mas sei que alguém me carregava nos braços

Me ofereceram crime, só que eu recusei
Me ofereceram farinha, só que eu recusei
Se a vontade era minha eu não sei
Só sei que no vale da sombra e da morte
eu fechei os olhos e passei

Só tenho à agradecer por cada dia (obrigado)
e por me fazer maior do que qualquer problema
tem quem não acredite em ti, enfim
Eu acredito por saber que o senhor também acredita em mim


Um pecador (só), carrega a dor (só),
Humano também chamado de sonhador (só)
Que a colheita vem depois
Ando um passo por acerto
e a cada erro parece que eu volto dois (oh)

Eu não sou melhor do que ninguém não (não)
Eu não mereço mais do que ninguém não (também não)
Só tô mantendo os meus passos no chão
Tudo o que eu peço nessa noite é perdão

Porque mil cairão, mil cairão, mil mas eu não serei atingido
Mil cairão, mil cairão, mil mas eu não serei atingido...