sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Viva a Primavera! Viva a Era de Leão! (Thomas de Toledo)

Viva a Primavera! Feliz Ano Novo zodiacal. Seja bem vinda a Era de Leão! Hã? Mas o ano novo zodiacal não começa dia 20 de março? Não seria Era de Aquário? Mais ou menos. Para o Hemisfério Norte é março, mas como vivemos no Hemisfério Sul, o correto é celebrar em setembro. Aí, algum horóscopo dirá que o sol está entrando em Libra. Mas como não devemos crer em tudo o que falam, olhemos para o céu, e o que vemos é que de fato o sol está em Virgem. Há uns anos, algum europeu olhou para o céu e percebeu que em 20 de março, o sol do Hemisfério Norte não estava mais em Áries, mas em Peixe; isso significa que, devido ao movimento é de Precessão dos Equinócios, em breve o Sol começará as primaveras de lá em Aquário. Daí surgiu a esperança de que caminhamos para a Era de Aquário. Lembremos da música: "This is the coming of the Age of Aquarius... Aquarius". Ora, mas se é uma Era de Aquário no Hemisfério Norte, no Hemisfério Sul, então, trata-se de a Era de Leão. Ou seja, temos dois problemas: 1) a astrologia que parou 2 milênios no tempo e que se recusa a atualizar-se com o movimento de precessão por que isso significa romper com dogmas; 2) a chegada da Nova Era que será Aquário no Norte e Leão no Sul. Contudo, a história do Sul foi ter sido colonizada pelo Norte. Resultado: muitos que vivem no Hemisfério Sul aceitam a ideologia do colonizador até mesmo na interpretação dos astros. Mas não! Aquário é legal, descolado, sem ideias quadradas. Contudo, Leão é o rei dos animais, aquele que é regido pelo sol. Por isso, mais do que nunca, nosso Norte é o Sul. Viva a Era de Leão!

O quanto um solo vivo é capaz



Fonte

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Michio Kaku explica a Teoria das Cordas

Enquanto a China trata traidores como traidores, no Brasil eles ganham até filme para homenageá-los (Thomas de Toledo)

Recentemente, foi divulgado que a China desmantelou uma rede de espionagem da CIA e fuzilou os agentes secretos dos EUA, causando "dano irreparável" à arapongagem no país asiático. Enquanto isto, no Brasil, a CIA, o FBI, a NSA e a rede de "think-tanks" do NED age escancaradamente. Oferecem "ajuda financeira" a policiais, convidam juízes, desembargadores e militares a "atividades de cooperação" e a "fazerem cursos" dedicados aos "movimentos" de direita/extrema-direita que proliferam no Brasil depois de 2013. Enquanto chamam isso de "teoria da conspiração", o petróleo do pré-sal é entregue, a desnacionalização do setor elétrico avança, a água e os aquíferos são prometidos às multinacionais, a exploração das reservas minerais (mesmo em área indígena e de preservação) é anunciadas a venda e até mesmo o território nacional é oferecido para a instalação de bases militares dos Estados Unidos. A China acreditou em "teoria da conspiração" e em breve concluirá o processo de chegar à condição de maior economia do mundo. O Brasil, "país do futuro", não acreditou em "teoria da conspiração" e até presidentes da República foram grampeados. Enquanto a China trata traidores como traidores, no Brasil eles ganham até filme para homenageá-los como salvadores da "pátria".

Nossa saúde não é fixa nem permanente. Como nos cuidamos? (Monja Coen)

Temer é acusado de cinismo após discurso na Assembleia Geral da ONU

O presidente brasileiro, Michel Temer, provocou reações adversas nesta terça-feira, em Nova York, ao discursar em defesa da Amazônia na Assembleia Geral das Nações Unidas [...]

Temer aproveitou para falar sobre os avanços brasileiros na área ambiental, inclusive na Floresta Amazônica, a qual ele foi recentemente acusado de querer entregar nas mãos de grandes empresários. [...]

em Nova York, Temer foi alvo de uma manifestação significativa na cidade justamente por conta da maneira como o seu governo vem abordando as questões do meio ambiente [...]

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

"Mesmo se somos muito diferentes, podemos ser amigos"

[...] "Mesmo se somos muito diferentes, podemos ser amigos". E ainda há quem acredite que as crianças não tem nada a ensinar.