quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Yogananda: o monge que popularizou o Yoga no ocidente (Caciano Camilo Compostela)

❝Quando o simpático Yogananda chegou nos EUA em 1920 o yoga era algo ainda desconhecido do grande público, tratava-se de uma doutrina distante e exótica, restrita a círculos ocultistas de esoteristas um tanto quanto sombrios, 
excessivamente ritualísticos e com manias de fazer segredo.
Indiano por nascimento, Yogananda passou as primeiras décadas de sua vida imerso no estudo e prática das mais finas tradições espirituais de sua cultura. Mesmo pertencente a uma linhagem de Gurus (mestres) de misticismo hinduísta e amante do silêncio, tinha ele um espírito prático, arrojado e laborioso.
O monge empreendedor sabia que para realizar sua missão de semear a filosofia yogue no coração ocidental, precisaria também organizar e dirigir forças materiais: partindo do nada, impactado pelos novos costumes e com um inglês intermediário ele não se intimidou, foi e fez!
Yogananda, senhoras e senhores, nunca foi um eremita sentado a vida inteira em lótus cantando 'Oms'; nada contra, é esta também uma missão digna, mas não era este o seu caso.
Swami Yogananda escrevia livros, associava-se aos ricos, aconselhava famosos, educava os desfavorecidos, atendia aflitos e ajudava os pobres. Percorria América, Europa e índia com preleções concorridíssimas, ministrava aulas, formava professores, fazia programas de rádio e escrevia para jornais sempre em linguagem acessível.
Para promover o yoga, Yogananda criou um sistema de envio dos ensinamentos por correspondência, algo que marcou a disseminação do conhecimento mas levantou também forte crítica por parte dos tradicionalistas; era tido por uns como Mestre espiritual e por outros como sacrílego profanador.
Yogananda, que morreu em 1952, deixou-nos muitas iniciativas úteis dentre as quais destacamos a 'Self-Realization Fellowship' dedicada a perpetuação de sua obra no mundo moderno e uma Ordem Monástica que recebe homens e mulheres que desejam viver integralmente a espiritualidade.
Existiram outros grandes nomes do yoga antes, durante e depois da encarnação de Yogananda? Sim, claro; mas foi ele o mais hábil na árdua tarefa de costurar a gnose oriental com a ocidental. Yogananda, com sua luminosa simplicidade, abriu portas, janelas, mentes e corações!❞

Nenhum comentário:

Postar um comentário